CARNAVAL Carnaval pelo Estado DESTAQUE

Saída do patrocinador Supermercado Guanabara é duro golpe no Carnaval carioca

banner

Mais uma intempérie promete atingir o Carnaval do Rio de Janeiro. De acordo com Leo Dias, do jornal O Dia, os Supermercados Guanabara, um dos maiores patrocinadores do Carnaval carioca, estão fora da festa para 2019. Na sua coluna desta terça-feira (20), o jornalista dá detalhes do motivo pelo qual a empresa não investirá na folia ano que vem.

Além de contribuir com um dos valores mais altos, o Guanabara era dono de um dos mais grandiosos camarotes da Marquês de Sapucaí. Por conta da saída do patrocinador master, o camarote também ficará de fora da Avenida da folia carioca.

Vale ressaltar que a crise financeira do Carnaval, além de prejudicar as agremiações, atingiu os ensaios técnicos, não realizados na última temporada e com poucas chances de acontecerem em janeiro e fevereiro de 2019.

A busca por patrocinadores é cada vez mais difícil. Atualmente, as duas fontes de dinheiro são a Rede Globo, que é a primeira a destinar verba às agremiações, e a venda de ingressos. Recentemente, a Uber confirmou que dará R$ 500 mil a cada escola do Grupo Especial. No entanto, a expectativa de que a empresa arcasse com os custos dos ensaios técnicos caiu por terra.

A última tentativa de Liesa e Riotur para sanar o problema de verba dos treinos na Sapucaí foi pedir ajuda ao governo estadual. Os dirigentes tentam parceria, através da lei de ICMS, com a empresa de energia Light.

Por conta da saída, o tradicional camarote Guanabara está fora do Carnaval 2019. Os presidentes das agremiações procuraram soluções para o enorme buraco no faturamento dos desfiles no Sambódromo.

Hoje, as duas únicas fontes de dinheiro são a TV Globo e a venda de ingressos. A partir daí surgiram duras críticas à atual gestão da Liga.

Os presidentes consideram a administração ultrapassada. Os líderes citaram, por exemplo, o fato da Liga não ter redes sociais, não usar a internet a seu favor e ter ‘parado no tempo’ na maneira de negociar a venda de camarotes da Marques de Sapucaí. Só para se ter uma ideia, para comprar um camarote no Sambódromo ainda é preciso mandar um fax pra Liga. Quem tem fax nos dias de hoje?

Soma-se a isso a falta de pulso firme dos representantes. Já foram seis tentativas de encontro com o prefeito Marcello Crivella e… nada. Em todas ele simplesmente não apareceu.

Os presidentes das escolas pedem a renovação da Liesa, antes que o Carnaval carioca acabe. Até porque o poder público já deu claras demonstrações de que não está nem um pouco interessado em ajudar a festa…

Posts Relacionados

Meirelles e Pezão anunciam acordo para plano de recuperação fiscal do Rio

REDAÇÃO

Fachin rejeita recurso e determina que Paulo Maluf comece a cumprir pena de mais de 7 anos de prisão

REDAÇÃO

Em clássico emocionante,Flamengo consegue empate, elimina Fluminense

REDAÇÃO

Esse site utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Assumimos que você esteja de acordo com isso, caso contrário você pode fazer opt-out if se desejar. Aceito Leia Mais