Rosberg vence Grande Prêmio de Mônaco e Massa abandona a disputa por batida

11O alemão Nico Rosberg venceu neste domingo o GP de Mônaco, a sexta etapa da temporada 2013 da Fórmula 1. Pole position, o piloto da Mercedes conservou a liderança na largada e não teve a sua vitória ameaçada. O alemão Sebastian Vettel, líder do campeonato, terminou a prova na segunda colocação, à frente do australiano Mark Webber, seu companheiro na Red Bull.

A prova, com poucas ultrapassagens, ficou marcada pelos acidentes. Um deles foi com o brasileiro Felipe Massa, que abandonou o GP de Mônaco após uma forte batida na Sainte Dévote. O acidente foi semelhante ao sofrido no treino livre de sábado e que impediu a sua participação na sessão de classificação. O piloto da Ferrari deixou o carro caminhando, mas foi encaminhado a um hospital para ser examinado por precaução, mas passa bem.

Outro acidente envolveu Pastor Maldonado e Max Chilton e provocou, inclusive, a paralisação da corrida. Pole position pela terceira prova consecutiva, Rosberg ficou livre das confusões e não sofreu tanto com os desgaste dos pneus na prova deste domingo e conseguiu impor um bom ritmo para manter a liderança após se defender bem de Lewis Hamilton na largada para conquistar a sua primeira vitória em 2013, seguido por Webber e Vettel.

Vettel, aliás, se manteve na liderança do Mundial de Pilotos, com 107 pontos, 21 a mais do que o finlandês Kimi Raikkonen, que terminou o GP de Mônaco apenas na 10ª colocação. O espanhol Fernando Alonso é o terceiro colocado, com 78 pontos, após concluir a prova em sétimo lugar. Já o Mundial de Construtores é liderado pela Red Bull, com 164 pontos, seguida pela Ferrari, com 123 pontos.

A próxima etapa da Fórmula 1 será o GP do Canadá, marcado para o dia 9 de junho, em Montreal

A CORRIDA

Sem ultrapassagens na largada, Rosberg manteve a liderança, seguido por Hamilton e Vettel. Já Massa, que largou do 20º lugar, ganhou duas posições na primeira volta, na sua tentativas de realizar uma prova de recuperação. As primeiras 20 voltas não tiveram trocas relevantes de posições, em razão da dificuldade para se ultrapassar em Mônaco. Além disso, os pilotos não forçavam o ritmo, preocupados em evitar o desgaste excessivo dos pneus.

Na 29ª volta, quando alguns pilotos já tinham feito o primeiro pit stop, Massa sofreu um forte acidente na Sainte Dévote, muito semelhante ao do treino livre de sábado. A batida provocou a entrada do safety car na pista, enquanto o brasileiro era atendido pelos médicos.

Após os pit stops, Rosberg manteve a liderança, mas Hamilton caiu para o quarto lugar, atrás de Vettel e Webber, com Raikkonen em quinto e Alonso na sexta posição. Na relargada, não houve trocas de posições. A primeira ultrapassagem relevante da prova aconteceu na 43ª volta, quando Pérez passou Button, seu companheiro na McLaren, para alcançar o sétimo lugar.

Na 44ª volta, um acidente forte entre Chilton e Maldonado provocou a paralisação da prova com bandeira vermelha. O venezuelano tentou a ultrapassagem por fora na Curva da Tabacaria, os dois se tocaram, e ele foi direto para a barreira de pneus, que voltou para a pista com o acidente.

A prova foi retomada após a limpeza da pista e Alonso precisou ceder a sexta posição a Pérez por uma manobra ilegal durante uma disputa de posição. Sem muitas emoções na corrida Rosberg manteve a liderança sem dificuldades. Na 63ª volta, o safety car entrou novamente na pista, em razão do acidente entre Romain Grosjean e Daniel Ricciardo.

Rosberg seguiu firme na liderança na relargada, na 67ª volta, seguido por Vettel e Webber. Raikkonen, pressionado por Pérez, teve um pneu furado e precisou ir aos boxes. Assim, Sutil assumiu o quinto lugar, à frente de Jenson Button e Alonso.

Raikkonen, por sua vez, voltou em ritmo forte e fez várias ultrapassagens nas voltas finais para garantir o 10º lugar. Enquanto isso, Rosberg garantiu a vitória com vantagem de quase quatro segundos para Vettel, seguido por Webber. Hamilton, Sutil Button, Alonso, Jéan-Eric Vergne e Paul di Resta, que completaram as nove primeiras posições da prova.

Confira o resultado final do GP de Mônaco da Fórmula 1:

  • 1º. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – 78 voltas
  • 2º. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) – a 3s888
  • 3º. Mark Webber (AUS/Red Bull) – a 6s314
  • 4º. Lewis Hamilton (ING/Mercedes) – a 13s894
  • 5º. Adrian Sutil (ALE/Force India) – a 21s477
  • 6º. Jenson Button (ING/McLaren) – a 23s103
  • 7º. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – a 26s734
  • 8º. Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso) – a 27s223
  • 9º. Paul di Resta (ESC/Force India) – a 27s608
  • 10º. Kimi Räikkönen (FIN/Lotus) – a 36s582
  • 11º. Nico Hulkenberg (ALE/Sauber) – a 42s572
  • 12º. Valtteri Bottas (FIN/Williams) – a 42s691
  • 13º. Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber) – a 43s212
  • 14º. Max Chilton (ING/Marussia) – a 49s885
  • 15º. Giedo van der Gaarde (HOL/Caterham) – a 1min02s590

Não completaram:

  • Sergio Pérez (MEX/McLaren)
  • Romain Grosjean (FRA/Lotus)
  • Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso)
  • Jules Bianchi (FRA/Marussia)
  • Pastor Maldonado (VEN/Williams)
  • Felipe Massa (BRA/Ferrari)
  • Charles Pic (FRA/Caterham)



Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: