Rio decide reforçar vacinação contra febre amarela

Após o registro de mais uma vítima de febre amarela no Estado do Rio – um morador da zona rural de Maricá, no Grande Rio -, o governo do Estado decidiu reforçar a vacinação em áreas consideradas estratégicas. Nos próximos dias, a cidade da região metropolitana e as vizinhas a Itaboraí e Saquarema receberão novos lotes da vacina para que seja acelerada a campanha preventiva na região, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde.

“Vamos seguir priorizando as áreas onde há confirmação da circulação do vírus e regiões próximas, de acordo com o protocolo de bloqueio”, afirmou o secretário estadual de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Júnior, em nota oficial. A orientação é imunizar primeiro os moradores de bairros rurais e de locais próximos às matas.

No Estado, 65 municípios são considerados mais vulneráveis e, por isso, passaram a receber atenção especiais dos governos. A Secretaria Estadual de Saúde diz que, desse total, 47 já receberam doses suficiente para imunizar os habitantes. Desde janeiro, 4,2 milhões de doses foram distribuídas nas 92 cidades fluminenses. A intenção é imunizar os 12 milhões de moradores do Estado até o fim de 2017.

Em Maricá, sete equipes técnicas vão de casa em casa para vacinar os moradores, principalmente, nas áreas de mais difícil acesso. O prefeito Fabiano Horta (PT) afirma que a situação está sob controle e diz, em nota, que a campanha será ampliada em diferentes pontos da cidade. Já na capital fluminense, onde não foi registrado nenhum caso suspeito, o cronograma de vacinação segue inalterado, de forma preventiva, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: