Prefeitura reabre restaurante popular da cidade

O prefeito de Niterói reabriu na manhã desta segunda-feira (02/01) o Restaurante Cidadão Jorge Amado, no Centro, que era de responsabilidade do governo estadual e que estava fechado havia quase um mês. A Prefeitura vai investir cerca de R$ 3 milhões durante um ano no espaço.

A reabertura do equipamento reacende a esperança de milhares de pessoas que lutavam com dificuldade por uma alimentação digna. Cidadãos como o morador do Centro Paulo César Freitas, de 54 anos, que almoçava todos os dias no Jorge Amado e, com o seu fechamento, passou a pedir comida pela rua.

“Reabrir o restaurante foi uma boa. Almoçava aqui todos os dias. Sem lugar para comer, passei a pedir na rua”, disse.

O cardápio para o dia da reabertura teve como prato principal frango à primavera, com opção para goulash (carne ensopada), além do acompanhamento feijão, arroz, farofa,  alface com beterraba; de sobremesa, paçoca; e, de bebida, suco de groselha.

O prefeito disse que a reabertura do Restaurante Popular reforça o compromisso do seu governo com as pessoas que mais precisam.

“O mais importante em um governo é olhar pelas pessoas, sobretudo para aquelas que mais precisam.  O restaurante popular agora é do povo de Niterói. Ele estava fechado havia quase um mês mesmo com tantos desempregados, todos os servidores públicos estaduais sem receber salário em dia. Pessoas estavam passando fome em Niterói, agora não vão passar mais porque o restaurante popular está aberto. Estou muito orgulhoso e feliz”, declarou.

A secretária municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Verônica Lima, afirmou que vinha lutando pela reabertura do restaurante ainda nos seus tempos de vereadora e tinha certeza de que o prefeito tomaria uma providência para ajudar a população.

“Comecei a travar ainda como vereadora uma luta pela reabertura do Jorge Amado, que foi fechado pelo governo estadual. Aqui são servidas mais de 2.300 refeições diárias e seu fechamento prejudicava pessoas desempregadas, idosos, comerciários, aposentados do Estado que não estão recebendo salário. Eu tinha certeza de que o prefeito, com sua história de compromisso com o povo, iria dar essa resposta. Hoje é dia de celebrar”, frisou.

Usuários do restaurante desde cedo faziam fila para o almoço e comemoraram muito a reabertura do Jorge Amado. É o caso do aposentado Jorge Teixeira da Silva, de 62 anos.

“Foi um presente de Natal e ano-novo para a população de Niterói. A Prefeitura está agindo em benefício da população mais carente. Almoçava aqui todos os dias, sem o restaurante, ficava na base de salsicha e ovo, não estava aguentando mais”, explicou.

O aposentado Amaro do Espírito Santo, de 59 anos, afirmou que estava passando dificuldades com o fechamento do restaurante. Ele afirmou que quase todo seu salário vai para o pagamento do aluguel e, com o pouco que restava, comprava comida.

“Estamos revivendo o que estava esquecido. Nota dez para a reabertura do restaurante. Seu fechamento foi uma tristeza muito grande”, disse.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: