NITERÓI

Prefeitura de Niterói vai gratificar policiais por apreensão de armas

banner

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, sancionou projeto de lei – proposto pelo Executivo e aprovado na Câmara de Vereadores – que garante premiação a policiais por apreensão de armas de fogo na cidade, desde que não haja registro de morte em confronto ou de lesão corporal grave no ato da apreensão.

A iniciativa, que faz parte do Pacto Niterói Contra a Violência, vai pagar entre R$ 1 mil (revólveres) a R$ 8 mil (fuzis) por apreensão de armas em operações policiais. O pagamento está atrelado à diminuição dos indicadores de segurança na cidade.

Segundo prefeito, a lei faz parte de medidas estruturantes adotadas pela prefeitura nos últimos meses, dentro de um plano de prevenção à violência. “O município vem realizando expressivos investimentos na área de segurança pública, comprando viaturas, reformando companhias da Polícia Militar, delegacias e reforçando a Guarda Municipal”.

“O prêmio é um incentivo aos bons policiais. Ele decorre da nossa constatação de que experiências internacionais demonstram que a apreensão de armas de fogo nas mãos de criminosos é proporcional à redução do número de roubos de veículos e transeuntes e de homicídios”, explicou.

Mortes em confronto

A concessão do prêmio por apreensão de armamentos, no entanto, está condicionada à redução do número de mortes em confronto. Segundo o prefeito, caso o índice de letalidade em confronto suba, o bônus será suspenso.

Estarão aptos a receber a premiação todos os servidores da Segurança Pública, lotados em Niterói, ou que estejam em execução de alguma atividade funcional na cidade.

Pela tabela estabelecida pela prefeitura, o prêmio para apreensão de revólveres e espingardas será de R$ 1 mil; para pistolas e granadas, R$ 3 mil; e fuzis e metralhadoras, R$ 8 mil.

Gratificações

Rodrigo Neves também assinou lei que garante o pagamento de gratificações para os cidadãos niteroienses que entregarem voluntariamente armas de fogo à Polícia Federal.

Serão pagos R$ 300 por revólver, R$ 400 por pistola, R$ 500 por armas exclusivas das Forças Armadas e R$ 1.000 por carabinas e espingardas.

O pacto Niterói Contra a Violência é um plano municipal de segurança pública que prevê investimento de R$ 304 milhões nos próximos dois anos, em 18 projetos nos eixos de prevenção, policiamento e Justiça, convivência e engajamento dos cidadãos e ação territorial integrada.

Related posts

Tiroteio fecha a Estrada Fróes

20 blocos animam Niterói neste final de semana

REDAÇÃO

Prefeitura de Niterói divulga calendário de pagamento do funcionalismo de 2017

REDAÇÃO

Esse site utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Assumimos que você esteja de acordo com isso, caso contrário você pode fazer opt-out if se desejar. Aceito Leia Mais