Possível denúncia faz Temer pensar em retorno antecipado da China

Presidente pode estar no Brasil na próxima terça, um dia antes do inicialmente previsto

A iminência de uma nova denúncia a ser apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, faz com que o presidente Michel Temer pense em encurtar a viagem à China e retornar ao Brasil antes do previsto.

Temer deixou o país há três dias e desembarcou na Ásia para participar da cúpula dos Brics, que ocorre de domingo (3) a terça-feira (5), em Xiamen. Inicialmente, segundo o G1, ele voltaria ao Brasil na quarta-feira (6), véspera das celebrações do Dia da Independência. Agora, porém, ele discute com assessores a possibilidade de chegar na terça-feira.

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse ao portal que o Planalto está preparado “enfrentar politicamente” uma nova denúncia. “Se vier uma, por certo nós estaremos preparados para politicamente enfrentá-la, no que diz respeito ao campo político, e juridicamente enfrentá-la no campo jurídico”, afirmou.

Além do receio da provável denúncia da PGR, o presidente também se preocupa com temas da política econômica atualmente em andamento, com a mudança da meta fiscal de 2017 e 201


TAG


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: