Polícia Federal prende dois indiciados em Niterói

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (3), a Operação Rio 40 Graus, cujo objetivo é desarticular um esquema de pagamento de propina a servidores públicos para a realização das obras do BRT Transcarioca e o do Programa de Despoluição da Bahia de Jacarepaguá.

A Polícia Federal cumpre nove mandados de prisão preventiva, um de prisão temporária, quatro de condução coercitiva e 17 de busca e apreensão em diversos pontos do estado, inclusive em seis bairros de Niterói: Boa Viagem, Icaraí, São Francisco, Itaipu, Fonseca e Camboinhas. Um dos alvos da ação é o ex-secretário municipal de Obras do Rio, Alexandre Pinto, preso num condomínio de luxo na Taquara, na Zona Oeste do Rio.

Os agentes prenderam o engenheiro fiscal de obras Ricardo da Cruz Falcão, em uma mansão em São Francisco, onde encontraram armas, algumas delas de grosso calibre, além de R$51 mil dólares. Ricardo alegou ser colecionador. O engenheiro é acusado de receber 1% do valor da obra da Transcarioca em propina. A advogada Vanuza Sampaio também foi alvo da operação. Segundo a investigação, o escritório de advocacia da acusada recebeu quase R$6,5 milhões desviados por meio de contratos fictícios, em 2012 e 2013.

A Rio 40 Graus faz parte da nova fase da Lava Jato e conta com as participações do Ministério Público Federal e da Receita Federal. A ação envolve 76 policiais federais para o cumprimento de mandados expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Tribunal de Justiça/RJ, no Rio de Janeiro, São Paulo e Pernambuco




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: