full screen background image




Parque das Águas-Nova previsão para entrega das obras foi anunciada

Prevista para o último dia 24, a entrega das obras de revitalização do Parque Municipal Eduardo Travassos, conhecido como Parque das Águas, ficou para outubro. O anúncio foi feito pelo prefeito Rodrigo Neves anunciou, na manhã desta segunda-feira (25), durante visita ao espaço de lazer. Acompanhado de parte do seu secretariado e de representantes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), ele fez uma última vistoria nas obras, com nova previsão de entrega para o dia 6. Segundo o Executivo, neste primeiro momento, o espaço vai funcionar de terça-feira à domingo, de 8h às 20h.

“O Parque das Águas fica no coração do centro da cidade, e se integra aos esforços que a nova gestão da Prefeitura tem feito para despertar a consciência ambiental e tornar Niterói uma cidade ainda mais sustentável e verde, que preserva seus recursos para atuais e futuras gerações”, pontuou o prefeito.

O equipamento está entre as prioridades para os investimentos do Projeto de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Social de Niterói (PRODUIS), com recursos financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O especialista financeiro do BID, Carlos Carpizo, acompanhou a visita para ver de perto a conclusão dos trabalhos de revitalização e implantação de equipamentos para acessibilidade universal no espaço.

“Temos muito orgulho de sermos parceiros da Prefeitura de Niterói. Realmente achamos que a cidade é um bom exemplo de planejamento urbano e de boa recuperação ambiental”, disse Carpizo.

De acordo com o secretário municipal de Obras, Vicente Temperini, as intervenções estão em fase de acabamento, com implantação de gradis e iluminação panorâmica. Depois de pronto, o espaço de 32 mil metros quadrados vai contar, além do elevador, com espaço de lazer e de convívio, auditório e jardim sensorial. O parque também será um local de treinamento para a Defesa Civil e os voluntários dos Núcleos de Defesa Civil nas Comunidades (Nudecs). O secretário Executivo, Axel Grael, lembrou que Niterói tem, em sua história, marcas da importância da água durante o crescimento da cidade, até tornar-se o que é atualmente.

“Visitando o Parque, será possível ver áreas sendo reflorestadas, entender melhor o processo de como Niterói teve seu crescimento ligado à questão da água. Teremos aqui um bom debate que precisamos ter com os jovens, os alunos, pensando no futuro”, ressaltou.

O secretário de Meio Ambiente de Niterói, Eurico Toledo, adiantou que o Parque vai receber atividades como visitas guiadas de escolas públicas e particulares e sessões de cinema ambiental: “É uma verticalização da questão ambiental. Teremos muitas iniciativas integradas, com cultura, educação, esporte, e meio ambiente. Além do trabalho com o conceito do parque: água, que é fonte de vida”.

O parque ocupa uma área de 32 mil metros quadrados do Morro da Detenção, tombada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac), e abriga uma das últimas áreas verdes numa das regiões mais densas da cidade. No local foi construído, no século XIX, um sistema para o abastecimento de água para a cidade e que, ainda hoje, distribui água para alguns bairros.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: