full screen background image




Nova Era de Felipão inicia com derrota

07Longe do esperado. Assim pode ser classificada a estreia de Felipão no comando da Seleção Brasileira natrajetória para a Copa de 2014. No Wembley, os sorrisos foram ingleses. Nesta quarta-feira, a Seleção Canarinho, sem criatividade, foi derrotada para a Inglaterra pelo placar de 2 a 1, tornando a Nova Era Felipão ser iniciada com o pé esquerdo.

O JOGO 

O Brasil até começou a partida em cima, obtendo mais volume de jogo, mas a primeira grande chance foi do English Team. Aos 11 minutos, Rooney cabeceou e Júlio César salvou a Seleção Brasileira, que respondeu um minuto depois, com bomba de Oscar, sobre o gol de Hart.

Aos 18, Ronaldinho Gaúcho, que completaria o centésimo jogo com a camisa amarelinha, teve a chance de sua glória. Após pênalti assinalado de forma errônea pelo árbitro, o craque brasileiro acabou desperdiçando, Joe Hart brilhou e fez a defesa da cobrança.

A Inglaterra entrou no jogo com o apoio de seu torcedor e perdeu nova chance aos 20, com Welbeck. Aos 25 entretanto, não teve jeito. Apesar do esforço de Júlio Cesar, que fez bela defesa no primeiro lance, Rooney pegou o rebote e abriu o marcador.

Ainda no primeiro tempo o Brasil teria chances de deixar tudo igual, mas Neymar desperdiçaria chance aos 36, mandando de carrinho, para fora.

Felipão mudou, colocou Fred, Lucas e Arouca. Fez a diferença. Logo no segundo minuto, Lucas roubou a bola, tocou para Fred, que soltou a bomba e deixou tudo igual. Um minuto depois e novamente ele, a Seleção Inglesa voltaria a sair jogando errado e o atacante do Fluminense mandaria no travessão.

O bom momento da Seleção rapidamente acabaria e quem voltou foi a pressão da Inglaterra, que também deu resultado. Aos 14, Arouca tocou errado e Lampard, com toda categoria, marcou o gol que selou a vitória da seleção inglesa.

FICHA TÉCNICA
INGLATERRA 2 X 1 BRASIL

Data: 06/02/2013 (quarta-feira)
Local: estádio de Wembley, em Londres (ING)
Horário: 17h30 (de Brasília)
Árbitro: Pedro Proença (Portugal)

INGLATERRA: Hart; Johnson, Smalling, Cahill, Cole (Baines), Wilshere, Gerrard, Cleverley (Lampard), Welbeck (Milner), Rooney
Técnico: Roy Hodgson

BRASIL: Julio César; Daniel Alves, David Luiz (Miranda) Dante e Adriano (Filipe Luis); Paulinho (Jean), Ramires (Arouca) e Oscar; Ronaldinho Gaúcho (Lucas) Luís Fabiano (Fred)e Neymar
Técnico: Felipão




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: