DESTAQUE NITERÓI

No aniversário de 110 anos, Campo de São Bento ganha projeto de revitalização

banner

Os moradores de Niterói vão poder participar, a partir da semana que vem, de uma consulta pública sobre as melhorias que serão realizadas no Parque Prefeito Ferraz, conhecido como Campo de São Bento, em Icaraí. Através da plataforma Colab.re, a população vai poder opinar sobre as intervenções no principal parque público da cidade. O ano em que o espaço verde comemora 110 anos será marcado também por uma revitalização, já em andamento, e por uma parceria entre a Prefeitura de Niterói e a Bélgica para um grande evento no dia 21 de setembro.

O prefeito Rodrigo Neves destaca que o Campo de São Bento é um dos mais importantes espaços de convivência do município e é cenário de histórias de milhares de moradores. Daí a importância de ouvir os niteroienses sobre algumas decisões a serem tomadas no local. “A partir da semana que vem, poderemos saber se as pessoas querem, por exemplo, que seja implantado o ParCão, um espaço exclusivo para quiser trazer seus bichinhos para passear. Também será possível opinar sobre o tipo de evento que o niteroiense quer ver no campo. Nosso objetivo é melhorar esse espaço tão importante e privilegiado, no coração da cidade, onde o niteroiense se encontra”, detalha.

O dia 21 de setembro, Dia da Árvore, também será de celebrações no Campo de São Bento. Com área de 36 mil metros quadrados, o grande jardim público urbano da cidade chega aos 110 anos com uma grande programação. A data será marcada pelo anúncio do Cambuí como árvore símbolo de Niterói e o lançamento de um selo oficial comemorativo com os Correios. “Essa é uma joia de Niterói, uma área verde justamente na área mais densa da cidade. O Campo de São Bento foi projetado por um pesquisador belga chamado Arséne Puttemans. Teremos, por isso, a participação do cônsul da Bélgica, o lançamento de um selo comemorativo, atividades culturais, além de plantio de mudas. Queremos comemorar esse espaço tão importante da cidade”, adianta.

Revitalização – Para a nova iluminação do parque, as luminárias altas serão de LED amarelo, e as baixas, de LED branco. Ao todo, 144 pontos de luz serão trocados. A secretária municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconser), Dayse Monassa, explica que os sanitários também passarão por mudanças. “Vamos fazer os banheiros familiares, uma antiga reivindicação dos frequentadores do Campo de São Bento. Muitos pais vêm com as filhas, mães com os filhos, e tinham dificuldade para levar as crianças ao banheiro. Vamos proporcionar mais conforto para os frequentadores”, informa a secretária.

Um estudo de melhoria da filtragem dos três lagos, que somam dois milhões de litros de água, também será elaborado. Atualmente, a limpeza é realizada com a retirada e reposição da água, com reaproveitamento dos sedimentos para adubo.

Tomada de tempo seco – Recentemente, o trecho do rio Icaraí que passa pelo Campo de São Bento recebeu um dispositivo hidráulico chamado Tomada de Tempo Seco (TTS), que intercepta o esgoto lançado de forma irregular nas galerias de águas pluviais, evitando o despejo sem tratamento no meio ambiente.

Dayse Monassa conta que com a TTS será possível uma melhoria na qualidade do ar do parque. A operação desse sistema é realizada remotamente, por meio do Centro de Controle Operacional de Esgoto da Águas de Niterói, que fica na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Icaraí. Além disso, técnicos da concessionária acompanham diariamente o funcionamento desse dispositivo no local. Vale ressaltar que o sistema de TTS foi projetado para ser enterrado, não sendo necessária a retirada de árvores.

História – O Campo de São Bento situa-se no coração do bairro de Icaraí, Zona Sul da cidade. Tem paisagismo inspirado no romantismo inglês, reúne diversos canteiros de formas livres e sinuosas, um lago artificial, pontes de cimento com detalhes imitando galhos e um coreto. Com 36 mil metros quadrados, o parque tem 110 anos de existência e foi projetado pelo paisagista belga Arsène Puttemans. Abriga um pequeno parque de diversões e, nos finais de semana, uma grande feira de artesanato.

Outro destaque do parque é o Centro Cultural Paschoal Carlos Magno. O prédio foi projetado pelo arquiteto Luiz Henrique Bessil Monassa. Suas linhas arrojadas dão a impressão de ser uma imensa escultura. No Centro Cultural encontra-se a Galeria Quirino Campofiorito, no térreo, com paredes de vidro além da varanda que abriga diversos eventos como lançamento de livros. No segundo andar, está a Sala Hilda Campofiorito para exposições, cursos, palestras, exibição de filmes ou vídeos, além do terraço, que serve de cenário para diversas atividades.

Posts Relacionados

Niterói vira depósito de armas do tráfico internacional

REDAÇÃO

Bolsonaro confirma que vai convidar Moro para o Ministério da Justiça

REDAÇÃO

Delator diz que propina ao TCE do Rio foi discutida em jantar com Pezão

REDAÇÃO

Esse site utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Assumimos que você esteja de acordo com isso, caso contrário você pode fazer opt-out if se desejar. Aceito Leia Mais