Nenhuma escola do Grupo Especial será rebaixada no carnaval

Nenhuma escola do Grupo Especial será rebaixada para a Série A no carnaval desse ano no Rio de Janeiro. A decisão foi tomada pela Liga Independente das Escolas de Samba do Rio (Liesa) após uma reunião de emergência na tarde desta quarta-feira (1).

O que teria motivado a decisão foram os acidentes envolvendo os carros da Paraíso do Tuiuti e da Unidos da Tijuca, que deixaram pelo menos 35 pessoas feridas nos desfiles do Grupo Especial entre a noite de domingo (26) e a madrugada de terça-feira (28) de carnaval.

“Foi um consenso. Entendo que é justo pelo que o carnaval do Rio representa. Acho que as escolas tiveram um entendimento de que não ocorreria uma penalização”, afirmou Ricardo Abrãao, presidente da Beija-Flor.

A decisão teria ocorrido em consenso com todos os presidentes das agremiações. Em função disso, no carnaval de 2018 o Grupo Especial terá 13 escolas desfilando, das quais duas serão rebaixadas para a Série A do carnaval. Uma escola da Série A sobe para o Grupo Especial este ano.

O presidente da Mocidade disse que a escola acatou mas que o presidente é contrário a decisão. “A minha opinião é contra. Eu fiz um carnaval para brigar. Com essa decisão, lógico que não queria que isso acontecesse. Mas acho injusto”, disse Waldyr Trindade.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: