full screen background image




Motoristas que pisam no freio próximo aos pontos de fiscalização serão multados na Ponte Rio-Niterói a partir do dia 15 de janeiro

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) revelou, na tarde desta sexta-feira, que os radares que passarão a multar a partir do dia 15 de janeiro são do tipo “inteligentes”, ou seja, ele calcula a velocidade média do condutor na via. Desta forma, o motorista que passar pelo primeiro aparelho terá o horário e a velocidade registrados pelo equipamento. Se o condutor alcançar o segundo radar mais rápido do que o tempo necessário para percorrer o trecho, ele acabará multado. A velocidade máxima permitida na via é de 80 km/h.

— Se o motorista será multado? Sim. Se ele transitar acima da velocidade permitida em outro trecho da Ponte Rio-Niterói será detectado pelo radar. Os aparelhos são de tecnologia laser e fazem medição através das ondas emitidas — disse José Hélio Macedo, porta-voz da Polícia Rodoviária Federal.

Segundo a PRF, não haverá multas retroativas. Ou seja, os motoristas flagrados até agora trafegando acima de velocidade permitida antes não receberão multas.

— Os radares fixos da Ponte Rio-Niterói (BR-101) entrarão em modo de produção a partir da zero hora do dia 15, com emissão das notificações aos motoristas infratores que excederem o limite de velocidade máxima — afirmou José Hélio.

A PRF lembrou que o excesso de velocidade é uma das principais causas de acidentes graves na Ponte Rio-Niterói. Desde a instalação dos equipamentos, não foram registradas ocorrências com mortes. Portanto, a PRF ressalta a importância dos motoristas respeitarem a sinalização e não ultrapassarem os limites estabelecidos.

Ainda de acordo com José Hélio, a notificação sobre as infrações de velocidade serão feitas pela própria PRF, mas caberá à Ecoponte arcar com os custos do envio das multas, que será feito através dos Correios, após assinatura de contrato com a concessionária. Um levantamento da PRF mostrou que mais de 2,5 milhões de motoristas foram flagrados pelos radares acima da velocidade permitida entre janeiro e novembro deste ano. Em janeiro, por exemplo, foram 151.345 infrações. Em novembro o número quase dobrou: 290.663.

 




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: