Justiça nega liminar e Globo pode ficar sem Libertadores

O imbróglio dentro da Conmebol por casos de corrupção deixou a Globo sem segurança de ter os direitos de transmissão da Libertadores de 2016 a 2022. Por isso, a emissora decidiu processar a FOX, a Conmebol e agências de marketing para tentar assegurar os jogos, conforme publicado pela Veja, mas segundo o UOL Esporte, por Rodrigo Mattos, a Justiça do Rio negou uma liminar que garantiria as partidas à emissora carioca.

A situação é tida como séria para a Globo. Na ação judicial, a Globo prevê que terá um “grave prejuízo com sua audiência” se não puder transmitir a Libertadores. Chegou a depositar cerca de R$ 9,7 milhões em juízo para tentar se assegurar de poder transmitir as partidas. Mas, até agora, as partes não anunciaram uma solução para o problema.

A fonte procurou os advogados da Globo para comentar o caso, mas não obteve resposta. Questionada, a Conmebol não deu até sexta-feira uma posição se a emissora poderá transmitir a Libertadores.

A FOX não quis se pronunciar. Por fim, a Traffic, sócia da Torneos, também não quis falar. A posição da empresa é de que seu contrato com a Conmebol é válido.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: