JN INFORMA RÁDIO JN

Juiz federal decide ouvir Temer em ação que investiga emedebistas

banner

O juiz federal Vallisney Oliveira, da décima Vara no Distrito Federal, decidiu tomar os depoimentos do presidente Michel Temer e dos ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e de Minas e Energia, Wellington Moreira Franco.

Os empresários Joesley Batista e Ricardo Saud, da JBS, também devem ser ouvidos.

Todos eles foram citados pelo Ministério Público Federal (MPF) e pelo ex-deputado e ex-assessor de Temer, Rodrigo Rocha Loures, na ação penal que investiga políticos do MDB na Câmara dos Deputados.

Eles são suspeitos de participar de organização criminosa. A data de cada audiência ainda não foi definida e só devem ocorrer após a Justiça ouvir as testemunhas de acusação, no fim de outubro.

Na decisão, divulgada nessa quinta-feira (20), o juiz federal negou alguns pedidos das defesas.

Rocha Loures e o amigo de Michel Temer, João Batista Lima Filho, o coronel Lima, queriam anular as gravações feitas pelos sócios do grupo JBS Joesley Batista e Ricardo Saud.

Vallisney Oliveira se recusou a absolver o operador do partido Altair Alves Pinto; o ex-assessor do presidente José Yunes e o ex-presidente da Companhia de Águas e Esgotos do Riode Janeiro (Cedae), Sidney Roberto Szabo.

O deputado cassado e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha pediu acesso a mais provas e prazo para se manifestar e questionou a colaboração premiada dos empresários da JBS.

Outro ex-presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, e o ex-ministro Geddel Vieira Lima pediram a suspensão da ação penal. Os pedidos foram negados.

Em nota, o ministro Eliseu Padilha negou ter participado ou tomado ciência dos fatos investigados e se colocou à disposição das autoridades.

O ministros Wellington Moreira Franco declarou ter interesse em esclarecer a verdade, mas não pode se manifestar no processo judicial, em razão de decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) e da Câmara dos Deputados.

Não conseguimos contato com o advogado de Ricardo Saud.

As defesas do presidente Michel Temer e de Joesley Batista não vão se pronunciar.

Posts Relacionados

Deputados pedem investigação sobre responsabilidade em vazamento de Barcarena

REDAÇÃO

Tite anuncia hoje nomes de convocados para jogos contra Arábia Saudita e Argentina

REDAÇÃO

Cidades terão R$ 1 bi para projetos de desenvolvimento sustentável

REDAÇÃO

Esse site utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Assumimos que você esteja de acordo com isso, caso contrário você pode fazer opt-out if se desejar. Aceito Leia Mais