full screen background image




Joaquim Barbosa anuncia que não será candidato à Presidência

O ex-presidente do STF alegou motivos pessoais para não disputar o Planalto nas eleições de outubro

Pelo Twitter, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e ministro aposentado do tribunal Joaquim Barbosa anunciou que não vai concorrer à Presidência da República nas eleições de outubro. O magistrado alegou “motivos pessoais” para a desistência. Segundo alguns levantamentos, Barbosa tinha cerca de 14 milhões de simpatizantes declarados, cerca de 10% do total das intenções de voto.

Filiado ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), Joaquim parece não ter se convencido sobre a própria candidatura. Com pinta de outsider, o ministro aposentado disse em abril que “ninguém se importa” com sua decisão de concorrer, ou não, à Presidência. A declaração ocorreu em seguida ao anticlímax da apresentação de Barbosa no terreno do Dirigentes pessimistas tentaram montar a estratégia reflexiva que viabilizasse o ministro aposentado, que preferiu não se desgastar. Conhecido após ser relator do Mensalão no STF, Joaquim despertava mais interesse em eleitores das classes A e B. Uma estratégia do partido era popularizar o nome dele, fazendo a ligação entre a atuação dele como ministro com a candidatura. Não foi desta vez.

Com a saída de Barbosa, a tendência é que o PSB abrace Ciro Gomes (PDT) em uma nova conjuntura (que já era discutida, e, praticamente, esperada). O mundo ideal para os pessebistas era colocar os dois juntos em um mesmo palanque, coisa que não aconteceu. Barbosa tem o temperamento fechado e Ciro gosta de fazer as coisas de seu próprio jeito.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: