Incêndio atinge Velódromo do Parque Olímpico durante a madrugada

Um incêndio atingiu o teto do Velódromo do Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, na madrugada deste domingo. Os bombeiros foram acionados por volta de 00h30 e retornaram ao local por volta das 8h. O fogo já foi extinto e ninguém ficou ferido.

O local será vistoriado pela Defesa Civil e, posteriormente, haverá perícia feita pela Polícia Civil. A causa do fogo ainda não foi determinada, mas, segundo o ministro do Esporte, Leonardo Picciani, o motivo do incêndio seria a queda de um balão no local.

Uma nota do Ministério do Esporte, publicada nas redes sociais do ministro, “critica a prática criminosa de soltar balão” e ressalta que o local “vinha sendo utilizado por atletas e pela comunidade do Rio de Janeiro”. A nota também diz que os danos serão avaliados para tomar medidas que recuperem o Velódromo.

A Autoridade de Governança do Legado Olímpico (AGLO), autarquia criada pelo Ministério do Esporte para administrar o legado olímpico, também afirma que o fogo foi causado por um balão.

“A prática de soltar balões é crime ambiental e, por isso, a autarquia repudia tal iniciativa. A expectativa é de que, após perícia, os envolvidos sejam devidamente penalizados por destruir o patrimônio público”, declarou a AGLO, em comunicado.

Confira na íntegra a nota do Ministério do Esporte

“O Ministério do Esporte lamenta profundamente o incidente ocorrido nesta madrugada na Velódromo do Parque da Barra e, ao mesmo tempo, critica essa prática criminosa de soltar balão. O Velódromo, legado dos Jogos Olímpicos brasileiro, vinha sendo utilizado por atletas e pela comunidade do Rio de janeiro.

Aguardamos e confiamos na apuração e punição dos envolvidos por destruirem mais do que um bem público, um equipamento comum a todos. Após a perícia dos Bombeiros, avaliaremos os danos e medidas a serem adotadas para recuperação desse importante bem nacional.”




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: