Fluminense vence o Timão

O Fluminense se aproximou do G-4 do Brasileirão. Em um jogo equilibrado, o time tricolor superou o Corinthians por 1 a 0, nesta quinta-feira (16), no Mané Garrincha, em Brasília e entrou de vez na briga por uma vaga na Libertadores de 2017. O meia Cícero marcou o gol da vitoria tricolor.

Aos 12 minutos, a primeira grande chance do jogo veio dos pés de Gustavo Scarpa. O meia tricolor recebeu a bola pelo lado direito e conseguiu bom passe para Marcos Júnior, que invadiu a área em diagonal. O atacante conseguiu dar um toque com o pé esquerdo, mas foi abafado pelo goleiro Walter. Na sequência, o arqueiro ainda saltou para chegar antes de Richarlison e evitar a finalização do adversário.

A resposta corintiana veio três minutos depois, e com muito mais perigo, em chute de Marquinhos Gabriel, que passou rente à trave do lado direito.

O Alvinegro conseguiu manter um volume de jogo maior que o do adversário após chegar pela primeira vez com perigo, mas mudou o ritmo ao perder Elias, lesionado. Atrapalhado pelo gramado, o jogo custou a ter outras oportunidades de gol, só conseguindo ver bons lances quando os armadores tinham certa liberdade.

O segundo tempo começou com o Corinthians, sem Walter, que saiu com dores na virilha, e com Cássio, mostrando-se novamente melhor, ocupando o campo de ataque e quase conseguindo sair na frente no primeiro lance de perigo. Aos cinco, após bola levantada na área do adversário, Luciano ajeitou para Marquinhos Gabriel e o meia bateu com a perna esquerda. Rápido, Jonathan conseguiu travar o lance e facilitar o trabalho de Cavalieri.

Aos 15 minutos, no entanto, ocorreu o lance que mudou o destino da partida. Em bola alçada na área pelo lado esquerdo, Richarlison ganhou a disputa na segunda trave e a bola já saía quando Yago puxou  Cícero. Pênalti e segundo amarelo para o defensor corintiano, em expulsão que causou a revolta dos corintianos.

O próprio armador do Fluminense foi para a cobrança e bateu no canto esquerdo de Cássio, à meia-altura. O goleiro conseguiu fazer a defesa, mas, no rebote, o tricolor empurrou para a rede, dando aos mandantes a vantagem na aprtida

A partir dali, o jogo passou a ter desenho parecido com o de antes, já que a posse de bola seguiu corintiana, mas o jogador a menos facilitou bastante o contragolpe dos cariocas.

No fim, o Timão até pressionou, mas não conseguiu impedir o triunfo tricolor.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: