Fluminense perde pelo Palmeiras na Arena

O Palmeiras conseguiu recuperar a confiança abalada após a derrota para a Ponte Preta no último sábado. Na noite desta quarta-feira (25) o Verdão usou bem o apoio de sua torcida e derrotou o Fluminense, por 2 a 0, no Estádio Palestra Itália, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, com gols de Vitor Hugo e Alecsandro, ambos anotados na etapa decisiva do jogo.

Diante da retranca carioca, o Verdão só foi conseguir disparar seu primeiro chute a gol aos 19 minutos, quando Guedes fez boa jogada individual na intermediária, cortou pra esquerda, mas bateu por cima da meta de Cavalieri. Logo em seguida, quase os visitantes abriram o placar em sua primeira chegada com perigo: após rebote de escanteio, Fred recebeu bom cruzamento de Gustavo Scarpa e testou à direita de Fernando Prass, que só olhou a bola passar rente à trave.

O primeiro chute com direção ao gol do confronto truncado precisou de 38 minutos para acontecer. Após a primeira boa troca de passes do time da casa, Tchê Tchê lançou Guedes, que virou e bateu cruzado, porém Diego caiu no chão para agarrar sem sustos. Na sequência, o Fluminense perderia a melhor chance da primeira etapa: Egídio errou em saída, Cícero desviou cruzamento de Scarpa com a cabeça para o meio da área, Fred chutou rasteiro e de primeira para Prass fazer grande defesa

No comando do Verdão à beira de campo devido à suspensão de Cuca, o auxiliar Cuquinha, irmão do treinador, promoveu duas alterações para o segundo tempo: saíram Cleiton Xavier e Egídio para as entradas de Moisés e Alecsandro. Dessa forma, Tchê Tchê passou a fazer a função de lateral esquerdo.

As mexidas  surtiram efeito. Em um começo elétrico dos mandantes, Dudu fez jogada individual na frente da área do Fluminense, chutou firme e Cavalieri espalmou a bola, que saiu lentamente pela linha de fundo. Na cobrança de escanteio, Gabriel Jesus não aproveitou sobra de Vitor Hugo e cabeceou fraco para defesa fácil do arqueiro rival.
As oportunidades começaram a surgir na medida em que o Palmeiras adiantou a marcação para forçar os erros de passes tricolores. Tanta pressão daria resultado aos 12 minutos, quando o zagueiro Vitor Hugo subiu mais alto que todo mundo após cobrança de falta de Dudu para escorar de cabeça sem chances para o goleiro Diego Cavalieri. O placar do Palestra Itália, enfim, estava aberto.

E seria modificado logo depois. O Verdão aproveitou o embalo da torcida para manter a marcação sob pressão no campo de defesa carioca. Aos 13, Róger Guedes infiltrou pela direita, chutou cruzado, a bola desviou e, na sobra, Alecsandro soltou a bomba para ampliar a vantagem palmeirense, anotar seu décimo gol na temporada e dar números finais ao confronto.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: