Fluminense perde nos pênaltis

A torcida recepcionou o Palmeiras usando um mosaico com os dizeres “Raça, Verdão”. E foi plenamente atendido, mas fazendo mais de 38 mil pagantes sofrerem nesta quarta-feira (28), no Palestra Itália. O time venceu o Fluminense por 2 a 1, mesmo placar da derrota na ida no Maracanã, e avançou nos pênaltis para a decisão da Copa do Brasil.

Com Fred em campo, mesmo sem estar 100% fisicamente, o Fluminense adiantou a sua marcação e complicou a saída de bola dos anfitriões. Mas, com paciência e intensidade ao subir, o Verdão foi conseguiu trocar passes e, já aos oito minutos, Diego Cavalieri se jogou nos pés de Robinho para evitar a abertura do placar.

Mas era o Palmeiras que mais procurava se impor, e conseguiu o gol. Robinho foi à linha de fundo e cruzou para Barrios, esquecido perto da pequena área pela defesa do Fluminense, desviar nas redes.

Aos 15, Fernando Prass lançou da defesa e Robinho lançou para Gabriel Jesus entrar na grande área, saindo na cara de Diego Cavalieri até ser derrubado por Wellington Silva. Pênalti marcado. Diego Cavalieri espalmou a cobrança, e Barrios foi mais ágil que os defensores para aproveitar o rebote e virar herói.

No intervalo, Eduardo Baptista tentou ganhar no meio-campo trocando Marcos Junior por Gerson, mas o posicionamento do Palmeiras conseguia bloquear as ações da equipe carioca. Ao longo do segundo tempo, o Fluminense lançou Osvaldo e Magno Alves, enchendo-se de atacante, enquanto Marcelo Oliveira apostou no obediente Rafael Marques na vaga do cansado Robinho.

Com o rival exposto, o Palmeiras buscava um contra-ataque para definir a partida, e o caminho era Dudu. Aos 25 minutos, o atacante atraiu a marcação, prendeu a bola e errou passe. Na sequência, a bola ficou com Gerson, que cruzou na grande área para Fred, completamente livre, cabecear nas redes e igualar o placar do jogo no Maracanã.

Com o placar levando aos pênaltis, os times passaram a lutar contra o cansaço. O jogo ficou aberto, com o nervosismo dos dois lados dominando o Palestra Itália. Marcelo Oliveira apostou no xodó Cristaldo e, aos 43 minutos, Dudu balançou as redes, mas estava impedido. Nos acréscimos, Prass fez milagre ao se jogar nos pés de Fred.

Na marca da cal, Rafael Marques, Jackson, Cristaldo e Allione converteram para o Palmeiras, enquanto no Flu, Jean anotou e Gum e Gustavo Scarpa perderam. Classificação palmeirense por 4 a 1 nos pênaltis.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: