Fluminense não toma conhecimento do Vasco e faz 3 a 0

O Campeonato Carioca já tem seu primeiro finalista. Jogando de forma consistente, o Fluminense derrotou o Vasco por 3 a 0, neste sábado à noite, no Maracanã, e carimbou sua vaga para a grande decisão. Agora, o Tricolor espera o jogo deste domingo entre Flamengo e Botafogo para conhecer seu adversário.

Resta ao Vasco, por sua vez, esperar o início do Campeonato Brasileiro, quando enfrenta o Palmeiras em 14 de maio, fora de casa.

Como era esperado, as duas equipes vieram com força máxima e apostando em suas principais características. O Fluminense, com Wendel no lugar de Douglas, ignorou a vantagem pelo empate e fez o que está acostumado sob o comando de Abel Braga: atacar.

O Vasco, por sua vez, apostou em Guilherme Costa no lugar do lesionado Andrezinho, para tentar dar mais velocidade ao ataque e surpreender o Fluminense. Ainda assim, o time também não fugiu do seu padrão nos minutos iniciais: defendia-se e apostava nos contra-ataques, embora necessitasse da vitória.

E, logo aos 20 segundos, o jogo teve seu primeiro lance polêmico, quando Luis Fabiano acertou cotovelada no zagueiro Henrique. O árbitro, contudo, apesar da confusão que se formou, não deu cartão para o atacante.

Com os ânimos acalmados, o Fluminense impôs o ritmo, explorando principalmente às laterais. Foi assim que, aos sete minutos, Lucas recebeu na direita, bateu firme e exigiu boa defesa de Martín Silva. E foi dessa maneira também que, aos dez, Wellington avançou pela esquerda, cortou para o meio e foi desarmado. Na sobra, Sornoza chutou com perigo.

Acuado, sem conseguir trocar passes, o Vasco até apostava na velocidade de Guilherme para armar os contra-ataques, mas não conseguia concluir com perigo. O Fluminense, assim, dominava. E teria grande chance de abrir o placar quando Wellington Silva sofreu pênalti claro de Douglas, mas a arbitragem nada marcou. Richarlison ainda teve chance clara pouco depois, ao receber dentro da área, mas Henrique se jogou na frente da bola e salvou

A partir dos 30, Nenê parece ter despertado e passou a se movimentar mais. Foi ele próprio, inclusive, quem teve a principal chance do time, quando Luis Fabiano ganhou pelo alto e o meia-atacante saiu na cara do gol, mas chutou em cima de Cavalieri. Era pouco para o Vasco, que precisava vencer.

E toda a pressão do Fluminense no primeiro tempo levou apenas dez minutos para surtir efeito na etapa final e praticamente garantir a classificação à decisão. Primeiro, aos cinco, após cobrança de falta, Richarlison cabeceou, Martín Silva defendeu e o próprio atacante empurrou para as redes. E, aos dez, Lucas deu um chapéu humilhante e cruzou para Wellington Silva, de letra, marcar um belo gol.

O Vasco teve sua grande chance de descontar – e manter-se vivo no confronto – apenas três minutos depois. Após a zaga do Fluminense errar na linha de impedimento, cinco jogadores ficaram frente a frente com Cavalieri. Thalles, contudo, resolveu bater e desperdiçou chance inacreditável.

Se já era difícil, a virada se tornou impossível dois minutos depois, quando Douglas fez falta dura em Wellington Silva e acabou expulso. Ainda deu tempo para Léo, de cabeça, após cobrança de falta, fazer o terceiro. Tranquila vitória do Fluminense, que se classifica com grande mérito à decisão.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 3 X 0 VASCO

FLUMINENSE – Diego Cavalieri; Lucas, Renato Chaves, Henrique e Léo; Orejuela, Wendel (Lucas Fernandes) e Sornoza: Wellington Silva (Marcos Junior), Richarlison e Pedro (Marquinho). Técnico: Abel Braga.

VASCO – Martín Silva; Gilberto, Rodrigo, Rafael Marques e Henrique (Manga Escobar); Jean, Douglas, Yago Pikachu (Thalles), Nenê e Guilherme Costa; Luis Fabiano (Wagner). Técnico: Milton Mendes.

GOLS – Richarlison, aos cinco, Wellington Silva, aos 10, e Léo, aos 26 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Rodrigo Nunes de Sá.

CARTÕES AMARELOS – Lucas (Fluminense); Jean, Henrique e Nenê (Vasco).

CARTÃO VERMELHO – Douglas (Vasco).

RENDA – R$ 832.320.

PÚBLICO – 20.092 pagantes (23.564 total).

LOCAL – Maracanã.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: