Fluminense goleia time equatoriano no jogo de ida da Sul-Americana

O Fluminense não deu sopa para o azar. Ao enfrentar uma equipe nitidamente inferior, a equipe de Abel Braga fez o dever de casa e bateu o Universidad Católica (EQU) por 4 a 0 nesta quinta-feira (29), no Maracanã, em jogo de ida da segunda fase da Sul-Americana. Os gols do time carioca foram anotados por Henrique Dourado -duas vezes-, Richarlison e Wendel.

A competição é considerada estratégica no clube, já que pode render até R$ 16 milhões em prêmios e uma vaga na Libertadores.

O Fluminense imprimiu sua ampla superioridade técnica desde que a bola rolou. Com bom toque de bola e velocidade, o time tricolor logo se impôs ao adversário.

A Universidad teve maiores dificuldades nas investidas laterais do Fluminense, que subiu bastante com Calazans e Léo.Dourado e Scarpa deram chutes que assustaram Galíndez, mas o Fluminense só foi tirar o branco do placar aos 26 minutos, quando Dourado aproveitou uma bola espirrada e bateu sem chances. Com a porteira aberta, os cariocas ampliaram dois minutos depois: Carabalí furou, Dourado cruzou e Richarlison ampliou.

Quem esperava uma equipe visitante totalmente retraída se surpreendeu. Ainda que as principais chances tenham sido do Fluminense, os equatorianos tentaram agredir os donos da casa e não se intimidaram, com boas tentativas de Cifuentes e Caicedo. Apesar da postura corajosa, os equatorianos viram o rival resolver a parada ainda na primeira metade. Aos 44 minutos, Dourado bateu pênalti e praticamente selou a classificação.

Mesmo com a enorme vantagem construída, o Fluminense manteve o ritmo no reinício partida. Já aos nove minutos, Wendel ampliou a vantagem. Com uma bomba de fora da área, o jovem volante marcou um golaço e atingiu quatro pelo time profissional.Um pouco antes, o único momento de tensão da noite. Ao finalizar uma bola, Henrique Dourado levou a mão à região da virilha e desabou no gramado. Com expressão de incômodo, o camisa 9 foi substituído por Pedro.

Com a bola rolando, o Fluminense não sofreu, exceção feita a um bonito chute de Cifuentes. Com a fatura liquidada, o time tricolor tratou de poupar suas energias e não fez esforços desnecessários. No apito final, aplausos dos tricolores que prestigiaram o time no Maracanã.

O vencedor deste confronto encara quem passar do duelo entre LDU (EQU) e Bolívar (BOL). Brasileiros e equatorianos voltarão a se enfrentar no dia 26 de julho, no Olímpico Atauhalpa.Após a partida contra a Universidad, o Fluminense volta suas atenções para o Brasileiro. Na segunda-feira (3), o time pega a Chapecoense, às 20h, no estádio Giulite Coutinho.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: