Fluminense encerra ano com derrota

Com um gol de Marcão aos três minutos do segundo tempo, o Figueirense derrotou o Fluminense por 1 a 0 e se manteve na série A do Campeonato Brasileiro. A equipe catarinense chegou aos 43 pontos na 16 ª posição. O Fluminense ficou na 13ª posição com 47 pontos.

Escalado com um time reserva, o Fluminense deu trabalho no primeiro tempo, mas não teve forças para se impor diante da maior determinação do adversário.

Como era de se esperar, o Figueirense partiu para o ataque, assim que o árbitro determinou o início da partida. O experiente meia Carlos Alberto centralizava as ações, distribuindo o jogo e tentando jogadas inidividuais para se aproximar da defesa carioca. Os torcedores da equipe carioca se juntaram aos catarinenses, no estádio, e até reclamavam da arbitragem quando o Figueirense era penalizado pela arbitragem.

O jogo – O primeiro chute a gol foi desferido pelo atacante Magno Alves, aos sete minutos. O Magnata arriscou da intermediária, mas a bola subiu demais. Logo depois, o Tricolor das Laranjeiras quase marcou em lance confuso na pequena área, mas a defesa do Figueirense aliviou o perigo, antes que Marcos Junior conseguisse concluir o lance.

Mesmo com um time improvisado, o Fluminense ficava mais tempo com a bola, enquanto o Figueirense mostrava muito nervosismo na troca de passes e não conseguia pressionar. Só aos 14 minutos, é que a equipe catarinense ameaçou em cruzamentos sobre a área carioca e conseguiu três escanteios seguidos, sem qualquer resultado positivo.

Aos 18 minutos, Cícero foi desarmado por João Vitor e acabou derrubando o meia do Figueira. Na cobrança, o mesmo Cícero bloqueou a jogada.

Um minuto depois, Carlos Alberto e Claiton tiveram a chance de marcar o primeiro gol, após cruzamento de Dudu, mas acabaram desperdiçando as oportunidades.

Depois dessas jogadas, a equipe da casa assumiu o controle da partida e passou a pressionar, em busca do primeiro gol.

O Fluminense só reapareceu no ataque, aos 25 minutos, em cruzamento fechado de Marcos Junior que foi defendido por Alex Muralha.

Aos 28 minutos, o goleiro Júlio César saiu de cabeça, fora da área, para afastar o perigo que rondava sua área. A resposta tricolor veio em cabeçada perigosa do volante Edson que saiu muito perto do gol.

Aos 35 minutos, Cícero arrancou pela esquerda e cruzou para o chute perigoso de Magno Alves, mas o árbitro invalidou o lance, marcando falta de Gustavo Scarpa. O goleiro Júlio César voltou a aparecer bem em cabeçada de Bruno Alves que tinha endereço certo, aos 38 minutos.

Aos 42 minutos, Carlos Alberto entrou de sola em Léo Pelé e causou grande confusão entre os jogadores das duas equipes. O meia foi advertido enquanto Léo Pelé, sem condições de prosseguir, foi substituído por Jonathan.

O Figueirense voltou para o segundo tempo com o atacante Marcão no lugar do volante João Vítor, uma tentativa do treinador catarinense de aumentar o poder ofensivo da sua equipe. E aos três minutos, o Figueirense marcou o primeiro gol. O lateral Jonathan vacilou ao tentar dominar a bola, Marcão arrancou pela esquerda, entrou na área, se livrou de Artur e chutou para colocar a bola nas redes. A torcida carioca, presente ao estádio, vibrou muito com o gol do adversário.

Mesmo sem o incentivo da sua torcida, o Fluminense partiu para o ataque, para tentar marcar o gol do empate. O técnico Eduardo Baptista colocou o atacante Robert no lugar do volante Pierre. O time carioca ficou mais agressivo, enquanto o Figueirense tentava defender e se aproveitar dos espaços concedidos pelo adversário.

Aos 20 minutos, Gustavo Scarpa cruzou e Edson cabeceou com muito perigo.

O Figueirense voltou a ameaçar aos 27 minutos quando Thiago Heleno mandou de primeira e acertou o travessão tricolor. Nos minutos finais, o time catarinense apenas se preocupou em defender o resultado, enquanto acompanhava o desfecho feliz.

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 1 X 0 FLUMINENSE

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data: 6 de dezembro de 2015 (Domingo)
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP)
Cartão Amarelo: Carlos Alberto, Marcão, Marquinhos Pedroso (Fig); Marcos Junior, Nogueira, Edson, Lucas Gomes(Flu)

Gols:
FIGUEIRENSE: Marcão, aos três minutos do segundo tempo.

FIGUEIRENSE: Alex Muralha, Leandro Silva, Thiago Heleno, Bruno Alves e Marquinhos Pedroso; Fabinho, João Vitor(Marcão), Yago(Paulo Roberto) e Carlos Alberto(Dener); Dudu e Clayton
Técnico: Hudson Coutinho

FLUMINENSE: Júlio César, Wellington Silva, Artur, Nogueira e Léo Pelé(Jonathan); Pierre(Robert), Edson, Cícero, Gustavo Scarpa e Marcos Junior(Lucas Gomes); Magno Alves
Técnico: Eduardo Baptista




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: