ESPORTE FLUMINENSE

Fluminense derrota o Atlético-MG e respira no Brasileirão

banner

O Fluminense conseguiu resultado importante para ter o direito a sonhar com uma vaga na Libertadores, ao vencer o Atlético-MG por 1 a 0 no Engenhão, gol de Luciano, e diminuir a vantagem do sexto colocado para seis pontos. E foi bastante sofrido, já que o Galo teve um pênalti perdido logo no início do segundo tempo e o Tricolor jogou com um a menos nos 10 minutos finais, após expulsão de Matheus Alessandro.

Novamente com Sornoza no meio de campo, o Fluminense seguiu com o grave problema criativo, principalmente na primeira etapa. O time tocava a bola, rodava de um lado para o outro, sem conseguir entrar na área adversária. Tanto que as finalizações saíram de fora da área. A melhor delas de Luciano, que obrigou Victor a fazer grande defesa.

E, como sempre, as principais jogadas saíam pela esquerda, nos pés de Everaldo ou Ayrton Lucas. Até porque, na direita, Léo foi vetado no aquecimento, ao sentir dor na coxa direita, e foi substituído por Igor Julião, que vinha de longo tempo sem jogar e fez primeiro jogo pelo Tricolor após retornar do Samorín, em julho.

O Fluminense até marcou com Everaldo, aos 34, após receber bom passe de Luciano. Entretanto, o atacante estava impedido e a arbitragem anulou corretamente. Menos mal que o Atlético-MG, estreando Levir Culpi no comando, pouco incomodou, apesar das muitas falhas de marcação tricolor.

A situação mudou após o intervalo e o Fluminense levou um susto logo no primeiro minuto. Em bobeira da zaga, Chará entrou na área sozinho e foi derrubado por Júlio César. Pênalti que Fábio Santos cobrou e chutou na trave. No rebote, o lateral colocou para o gol, o que é proibido pela regra.

O susto não serviu de lição para o Fluminense, que voltou mais desatento, dando muito espaço para os atleticanos. Estava fácil chegar à área tricolor e Ricardo Oliveira só não marcou, livre, porque chutou mal.

O jogo estava se complicando até que Luan errou na intermediária, Luciano roubou a bola e a dupla de ataque tricolor mostrou frieza e companheirismo no contra-ataque: Luciano achou Everaldo livre, que driblou Victor e tocou para o companheiro de volta, sem goleiro, para abrir o placar, aos 17.

O gol trouxe tranquilidade ao Fluminense, que conseguiu ficar mais ao ataque. Matheus Alessandro, aos 23, quase ampliou ao chutar rente à trave. Até que o atacante, aos 38, levantou demais o braço em disputa pelo alto e foi expulso. Com um a menos, o Tricolor sofreu forte pressão do Atlético-MG até o fim e Júlio César salvou em chute de Terans.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1 x 0 ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e Leirson Peng Martins (RS)
Cartões amarelos: Paulo Ricardo (FLU), Jadson (FLU); Fábio Santos (CAM) e Luan (CAM)
Cartão vermelho: Matheus Alessandro (FLU)
Gol: Luciano (FLU), aos 17 minutos do 2º tempo

Fluminense: Júlio César; Ibañez (Paulo Ricardo), Gum e Digão; Igor Julião (Dodi), Richard, Jadson, Sornoza e Ayrton Lucas; Everaldo (Matheus Alessandro) e Luciano. Técnico: Marcelo Oliveira

Atlético-MG: Victor; Emerson, Gabriel, Iago Maidana e Fábio Santos; Adilson, Elias, Cazares (Terans) e Yimmi Chará; Luan (Bruno Roberto) e Ricardo Oliveira (Denilson). Técnico: Levir Culpi

Posts Relacionados

Flamengo dá entrada como terceiro interessado no processo da Portuguesa

REDAÇÃO

Fluminense e Botafogo ficam apenas no empate

REDAÇÃO

Fla vence a 2ª seguida em casa no Brasileiro sob o comando de Rueda

REDAÇÃO

Esse site utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Assumimos que você esteja de acordo com isso, caso contrário você pode fazer opt-out if se desejar. Aceito Leia Mais