Fluminense 2×3 Vitória: Em partida com viradas, tricolores passa vexame em casa

00Jogando em casa contra o Vitória, a aposta do Fluminense era conseguir um bom resultado para se distanciar da zona do descenso. Mas jogando com um a mais em praticamente todo o jogo, o time de Vanderlei Luxemburgo perdeu por 3 a 2 e seguem a três pontos da parte perigosa da tabela.

A partida foi marcada por uma expulsão merecida logo no início e duas viradas, que terminaram com marcador favorável para os baianos. A equipe de Ney Franco segue na busca do G4.

Ainda no começo da partida, Kadu deu um entrada criminosa em Diguinho. O tornozelo do volante teve um corte profundo e ele precisou ser substituído. O jogador dos visitantes foi expulso. Só que se enganou quem achou que isso facilitaria a vida do Flu. Aos 23, Marquinhos conseguiu superar Diego Cavalieri para fazer 1 a 0. Quatro minutos depois, Biro-Biro chutou para a pequena área e contou com desvio de um adversário para empatar a partida.

Na segunda etapa, os cariocas viraram. Biro-Biro cruzou da esquerda e Rafael Sóbis completou no segundo pau, aos 12. Só que os visitantes surpreenderam. Cinco minutos após a virada, o Leão da Barra igualou novamente, com Juan aproveitando rebote do goleiro. O próprio Juan, aos 19, deu assistência para William Henrique decretar a vitória dos visitantes. Marquinho ainda perdeu um gol incrível no final, que transformaria o confronto em goleada. Aos 44 minutos, Wilson salvou o Vitória, ao fazer grande defesa.

Ficha Técnica
Fluminense 3×2 Vitória

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 27 de outubro de 2013, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Fabrício Neves Corrêa (RS)
Assistentes: Clériston Clay Barreto Rios (SE) e Flávio Gomes Barroca (RN)
Cartões amarelos: Gum (FLU), Victor Ramos (VIT), Leandro Euzébio (VIT)
Cartão vermelho: Kadu (VIT)
Gols: Marquinhos (VIT), Ayrton (CONTRA-FLU), Rafael Sóbis (FLU), Juan (VIT), William Henrique (VIT)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno, Gum (Felipe), Leandro Euzébio e Igor Julião (Ronan); Edinho, Diguinho (Marcos Júnior), Jean e Rafinha; Biro Biro e Rafael Sóbis
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Kadu e Juan; Michel (Luiz Gustavo), Cáceres, Escudero e Renato Cajá (William Henrique); Marquinhos e Dinei (Euller)
Técnico: Ney Franco




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: