Fluminense 1 x 1 Grêmio: equipe carioca busca empate no final e evita derrota no Maracanã.

00O Fluminense precisou ser mais guerreiro do que nunca para buscar o empate hoje, no Maracanã. Com um a menos, a equipe carioca evitou a derrota para o Grêmio já no final do jogo, mesmo dominando todo o segundo tempo. Para os gaúchos, restou reclamar o impedimento inexistente marcado pelo assistente um pouco antes do empate. O título, sonhado antes da rodada, agora parece missão impossível.

O início da partida foi levemente favorável ao Fluminense, mas a equipe não conseguiu levar perigo ao gol de Marcelo Grohe. Rodando bastante a bola no campo de ataque, Bruno e Biro Biro alçaram muitas bolas na área, mas a falta de um centroavante dificultou as conclusões, com Rafael Sóbis não conseguindo levar vantagem sobre os zagueiros do Grêmio.

A partir dos vinte minutos, o Grêmio assumiu o controle da partida. Aos 21, Kleber armou jogada para Barcos, que percebeu a entrada de Souza na lateral esquerda e lançou com perfeição. O meia gremista bateu cruzado, com a bola caindo perto do gol e explodindo no travessão. Logo depois, aos 24, Pará cobrou falta perigosa na área. Barcos subiu mais alto e desviou, forçando Kléver a realizar grande defesa e afastar o perigo da área.

Aos 33 minutos, o Flu quase abriu o placar. Biro Biro levou até a linha de fundo e cruzou na direção de Rafael Sóbis. A zaga gremista foi rápida e cortou a jogada, mas a bola sobrou para Jean na entrada da área. O jogador finalizou no gol, mas Saimon se jogou na frente e abafou o chute. No rebote, Wagner ainda teve a chance de marcar, mas Marcelo Grohe se antecipou e defendeu o chute.

Cinco minutos depois, o Grêmio abriria o placar. Anderson teve a chance de sair jogando após corte de Gum, mas o zagueiro não dominou e deixou a bola sair em escanteio. Na cobrança, Bressan se posicionou bem, vencendo Kléver no alto e acertou a trave. No rebote, o próprio zagueiro arrematou, mas dessa vez acertando o canto direito de Kléver. O gol acalmou os ânimos do Grêmio, fazendo o Flu despertar na partida.

Nos minutos finais, Marcelo Grohe se consagrou como o nome da primeira etapa. Aos 40, Jean bateu falta com perigo, mas o goleiro espalmou para escanteio. Aos 43, Wagner recebeu passe de cabeça e dividiu como goleiro. No rebote, Jean bateu firme de fora da área, mas Grohe novamente impediu o empate tricolor.

No intervalo, Luxemburgo tirou Anderson e colocou Felipe na partida. O técnico reclamou muito do zagueiro na primeira etapa, recuando Edinho para a zaga. O Fluminense passou a tomar conta do jogo, com tem acontecido na maioria das últimas partidas da equipe.

Felipe entrou como armador, arrumando a equipe no meio de campo. Biro Biro foi bastante acionado, mas o Flu pecou bastante nas finalizações. Rafael Sóbis brigou muito no meio do trio de zaga gremista, mas as suas melhores chances vieram quando o atacante saiu da área. Vanderlei Luxemburgo preferiu não colocar Samuel na partida.

Aos 20 minutos, Marcos Junior e Ailton entraram. Rafinha passou a jogar pela direita e o Flu mudou o esquema para o 4-3-3, com Biro Biro também aberto. O lateral-esquerdo entrou bem, ajudando o atacante na ponta, mas a dupla funcionou por pouco tempo. Biro Biro foi expulso após avançar em profundidade e tentar cavar um pênalti sobre Saimon. O jogador havia recebido um cartão ainda no primeiro tempo e foi punido com o segundo amarelo.

Mesmo que não fosse efetiva, a pressão do Fluminense foi abrandada com o déficit de jogadores. O Grêmio passou a arriscar mais nos contra-ataques, mas sem finalizar muito. Esse número definiu um pouco a partida, principalmente a segunda etapa: foram 21 a 10 em arremates para o time do Rio, mais que o dobro. Marcelo Grohe não trabalhou muito no segundo tempo, mas as suas defesas no primeiro lhe renderam destaque no jogo.

Quando a partida já se encaminhava para o final, o Flu conseguiu o gol de empate. Aos 45, em jogada despretensiosa, Rafael Sóbis recebeu lateral de Rafinha e partiu em velocidade. A zaga não combateu o ataque e o atacante arriscou de fora. A bola desviou em Rhodolfo e tirou Marcelo Grohe da jogada, batendo na trave antes de morrer no fundo das redes.

O Grêmio saiu de campo reclamando muito do assistente que, na jogada anterior ao gol do Flu, marcou um impedimento inexistente de Kleber. O gol definitivo poderia ter saído, mas esse lance não apagou o recuo da equipe gaúcha, que abdicou de atacar e foi punido com o empate já no final. O resultado foi justo e deixa o Fluminense ainda em perigo na tabela e o Grêmio mais distante do título.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: