Flu faz sua parte, mas resultados não favorecem e equipe está rebaixada para a Série B

00

No momento em que Samuel virou a partida, em um gol que poderia livrar o Flu da Série B, o árbitro Pablo dos Santos Alves deu o apito final na vitória do Coxa sobre o São Paulo. Apesar da vitória por 2 a 1 nesta tarde, na Fonte Nova, contra o Bahia, o Fluminense foi rebaixado para a segunda divisão, na primeira vez em que um atual campeão brasileiro é rebaixado no ano seguinte. Agora, a equipe entrará no ano de 2014 com o objetivo de voltar a elite do futebol, após grandes conquistas no século XXI.

O jogo era de muita tensão para o Fluminense, já que além de vencer o Bahia, o time carioca precisava secar Vasco e Coritiba. Com algumas mudanças na equipe titular, como a entrada de Kennedy, o Flu fez um primeiro tempo para frente, mas que em um contra-ataque dificultou sua situação no fim da primeira etapa.

Quem começou assustando foi o Bahia, em uma jogada que foi muito explorada pelos donos da casa: o chute de fora da área. Logo aos cinco minutos, Anderson Talisca recebeu na direita e puxou para o meio, batendo colocado. Diego Cavalieiri pulou no cantinho e espalmou. No rebote, foi a vez de Marquinhos Gabriel finalizar, mas novamente o goleiro interceptou o lance e evitou o primeiro gol.

A primeira chegada do Flu foi aos 21 minutos, com o garoto Kennedy. O atacante recebeu na ponta direita e podia finalizar, mas preferiu chutar cruzado e Fabrício Lusa afastou dentro da pequena área. A equipe carioca abusou dos lançamentos para a área, mesmo sem jogar com um centroavante fixo, e Rafael Sóbis tentou algumas vezes, sem sucesso, marcar de fora da área.

Antes do gol que abriu o placar, Cavalieri apareceu duas vezes para defender o ataque baiano. Primeiro, aos 29, William Barbio se livrou de dois marcadores e arriscou de fora da área. Na segunda tentativa, aos 40 minutos, quem tentou foi Anderson Talisca, mas nas duas oportunidades o goleiro usou a mão direita para espalmar.

Aos 43 minutos, quando o Coritiba já vencia o São Paulo, o Bahia abriu o placar e dificultou ainda mais a situação do Flu. Depois de grande jogada de Marquinhos Gabriel pelo lado esquerdo, o jogador chegou ao fundo e rolou para Barbio completar para os fundo das redes. A torcida baiana comemorou muito e chegou a gritar olé no final do primeiro tempo.

No intervalo, Dorival Júnior colocou Samuel no lugar de Igor Julião, deixando o Flu com quatro atacantes. A mudança aumentou o ímpeto ofensivo do tricolor, que veio para cima do Bahia. Aos quatro minutos, Rafael Sóbis perdeu uma oportunidade incrível. Após drible de corpo de Samuel, o jogador entrou livre, tirou Marcelo Lomba e bateu para fora com o gol vazio. Apesar desse erro, o gol não demoraria a sair.

E Wagner empatou a partida aos 11 minutos. Após cobrança de lateral de Wellington Silva, Rafael Sóbis ganhou a disputa, tirou um marcador e cruzou para o meia, livre, empurrar para o gol. O resultado injetou ânimo nos cariocas, que partiram para cima em busca da vitória. No jogo do Coritiba, o placar insistia em se manter 1 a 0.

Diego Cavalieri ainda faria uma grande defesa aos 27 minutos, quando Talisca recebeu passe de Fernandão na área e finalizou no canto. O jogo perdeu força, com o Flu se mantendo melhor, mas parecendo preocupado com a outra partida, que estava adiantada em 11 minutos.

Aos 38 minutos, o gol da vitória. Após cobrança de falta, Samuel se adiantou a marcação e subiu para cabecear, estufando as redes do goleiro Marcelo Lomba. Os jogadores comemoraram muito, na esperança da fuga do rebaixamento, mas no mesmo instante o árbitro da partida encerrou Coritiba e São Paulo. Com 1 a 0 para os visitantes, esse resultado selou o rebaixamento da equipe tricolor, após um 2012 irrefutável.
Agora, com a chegada do ídolo Conca, o Flu precisará tirar forças de sua torcida e de sua equipe para voltar a elite do futebol brasileiro.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 1 X 2 FLUMINENSE

BAHIA: Marcelo Lomba, Fabrício Lusa, Demerson, Titi (Feijão) e Raul; Fahel, Rafael Miranda, Talisca e Marquinhos (Diones); Fernandão e Wiliam Barbio (Wangler). Técnico: Cristovão Borges.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Igor Julião (Samuel), Gum, Leandro Euzébio e Wellington Silva; Edinho, Jean e Wagner; Biro Biro (Rafinha), Kennedy (Robert) e Rafael Sobis. Técnico: Dorival Júnior.

Veja o gol

Local: Fonte Nova (Salvador/BRA)
Data/Horário: 08/12/2013, às 17h.
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (BRA)

Cartões Amarelos: Igor Julião (13′) e Talisca (14′).
Cartões Vermelhos: –
Gols: William Barbio (43′), Wagner (56′) e Samuel (83′)




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: