Flu entra de vez na briga contra o rebaixamento.

00As duas derrotas acenderam o alerta na equipe cruzeirense, mas a grande vantagem na classificação deu a tranquilidade necessária para o Cruzeiro se reencontrar com a vitória no Brasileirão. Jogando com bom público hoje, no Mineirão, o time venceu o Fluminense por 1 a 0 com gol de Borges, que quase foi barrado antes da partida. Resultado mantém a liderança folgada dos mineiros e derruba ainda mais o Tricolor na tabela, que pode terminar a rodada na beira da zona de rebaixamento.

As duas equipes entraram em campo precisando se recuperar dos resultados ruins das últimas rodadas. O Fluminense tentou trocar passes no início da partida, buscando não sofrer com o rápido ataque do Cruzeiro, mas logo a equipe mineira tomou conta daa armação das jogadas. O jogo teve muitos erros de passe no início, com as equipes demorando para acertar uma jogada fatal.

Logo na primeira chance real da partida, aos 18 minutos, o Cruzeiro mostrou porque é o líder com folga do Campeonato Brasileiro. Ricardo Goulart fugiu bem pela ponta direita e invadiu a área, mas quando tentou a finalização tropeçou e deixou a bola correr. Bem posicionado, Borges se antecipou à zaga tricolor e arrematou o lance, acertando o canto direito de Kléver e abrindo o placar no Mineirão. O atacante quase foi barrado do jogo para a entrada de Dagoberto, mas a decisão de manter o artilheiro cruzeirense deu certo logo no início.

O Fluminense sentiu o gol, mas passou a buscar o empate logo em seguida. Wagner precisou sair do jogo e deu lugar a Felipe, que começou a organizar o meio-campo tricolor. Com 24 minutos, Rafael Sóbis perdeu a primeira oportunidade de igualar a partida. Rafinha fez boa jogada pela direita e passou para o atacante que, já dentro da área, chutou rasteiro e quase acertou o canto de Fábio. Aos 32, Samuel perderia a grande chance da primeira etapa. Rafael Sóbis recebeu de Jean, novamente pelo lado direito, e cruzou na área. O atacante chegou à frente da zaga, mas um pouco antes do arremate tropeçou e isolou a bola, desperdiçando um granda ataque tricolor.

Apesar desses sustos, o Cruzeiro manteve o controle e terminou o primeiro tempo ainda criando boas oportunidadas com Everton Ribeiro pela lado do campo, faltando apenas a bola chegar em condições de Borges aumentar o marcador.

No intervalo, como de costume nas últimas partidas, Vanderlei Luxemburgo utilizou suas últimas alterações ao colocar Rhayner e Igor Julião, tirando Rafinha e Ailton do jogo. A equipe melhorou na partida, tendo uma chance logo no início, aos 3 minutos, quando Jean chutou de fora da área e a bola bateu na rede pelo lado de fora após desvio na zaga.

O Cruzeiro preferiu recuar a equipe, tentando recuperar a bola em sua intermediária para sair em velocidadade. Aos 11 minutos, o clube mineiro teve uma ótima oportunidade de aumentar o placar. A zaga do Flu se enrolou, deixando a bola com Borges na entrada da área. O jogador acionou Ricardo Goulart, que entrou sozinho, na cara de Kléver. O jogador tentou ajeitar o corpo para bater, mas a finalização saiu ruim, por cima do gol tricolor.

A partida seguiu sem grandes jogadas até o minuto 28, quando o Flu teve seu principal momento na segunda etapa. Felipe abriu para Bruno na lateral direita, que cruzou na cabeça de Samuel na marca do pênalti. O atacante cabeceou na direção do gol, mas Fábio defendeu o arremate rasteiro com extrema eficiência, afastando o que seria o empate do Tricolor. O goleiro pouco participou da partida, mas evitou o pior quando foi acionado.

Aos 32 minutos, o Fluminense teve um jogador expulso, fato recorrente nas últimas partidas. Rafael Sóbis, que recebeu um cartão amarelo na primeira etapa por reclamação, parou um contra-ataque da equipe cruzeirense com falta e recebeu o segundo, sendo consequentemente excluído. O jogador é o destaque do Flu no campeonato e não atuará diante da Ponte Preta.

A expulsão deixou o Fluminense sem muitas ações na partida e o Cruzeiro, com o resultado virtualmente garantido, abidcou de atacar para garantir o resultado em sua defesa. William e Dagoberto tiveram chances nos dez minutos finais, mas sem sucesso. O Cruzeiro esperou o apito final para comemorar o reencontro com a vitória, afastando qualquer tentativa de aproximação de seus adversários.

O virtual campeão brasileiro já conta nos dedos o número de rodadas restantes, enquanto que o Flu enxerga a zona de rebaixamento cada vez mais próxima. Para completar, Felipe ainda foi expulso após o apito final e é mais um problema para a próxima rodada.

 




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: