Flamengo se recupera, vence Joinville e se mantém perto do G4

Mesmo sem fazer uma grande partida, o Flamengo se recuperou das três derrotas seguidas no Campeonato Brasileiro e venceu o Joinville por 2 a 0, na manhã deste domingo, no Maracanã. Ayrton, de falta, e Gabriel, ambos no segundo tempo, fizeram a alegria dos quase 60 mil torcedores presentes.

A vitória levou o Rubro-Negro aos 44 pontos na tabela do Brasileirão, e o mantém próximo ao grupo dos quatro primeiros, que ganham vaga na Libertadores de 2016. Já o Tricolor permanece na lanterna da competição com 24 pontos.

Por conta da paralização do Campeonato Brasileiro em função das partidas do Brasil nas Eliminatórias para a Copa de 2018, o próximo compromisso oficial do Flamengo será só daqui a dez dias, quando visitará o Figueirense no Orlando Scarpelli, no dia 14 de outubro, pela trigésima rodada. No mesmo dia, o Joinville recebe o Coritiba. Enquanto isso, os flamenguistas têm um amistoso marcado para o próximo domingo, contra a Desportiva de Vitória, no Espírito Santo.

O jogo – O duelo no Maracanã começou sonolento, com as duas equipes se estudando. O Fla trocava passes no meio do campo, e o Joinville se mantinha fechado em seu campo. O confronto, porém, foi esquentando aos poucos. O Flamengo foi acordando e com 70% de posse de bola, começou a pressionar a partir dos 20 minutos de bola rolando.

O primeiro lance de perigo começou com jogada pela esquerda. Jorge cruzou na área, a defesa cortou de cabeça, a bola voltou na área e achou Everton na altura da marca do pênalti. O atacante bateu cruzado e a bola passou rente à trave esquerda de Agenor.

O gol quase saiu num lance incrível aos 26. Paulinho tabelou com Canteros na ponta direita, o argentino levantou na área. Alan Patrick pega de primeira, a bola não vai na direção do gol mas chega em Paulinho, que toca para o gol. Com Agenor batido, Edson Ratinho salva em cima da linha. A pressão era total a esta altura. Aos 30, César Martins lançou Paulinho na ponta direita. Ele cruzou rasteiro e o gol não saiu por conta de duas furadas dentro da área, a primeira de Canteros e a segunda de Everton.

Três minutos depois, mais uma chance perdida pelo Flamengo. O zagueiro César Martins, um dos destaques do jogo, roubou a bola na esquerda da intermediária do Joinville e acionou Paulinho mais à frente. O atacante devolveu para César que entrava na área, e o zagueiro acertou uma bomba no travessão. Na sequência, Alan Patrick arriscou de fora da área mas mandou no meio do gol e Agenor fez a defesa.

Antes do intervalo, aos 46, Alan Patrick voltou a arriscar da entrada da área, mas a bola saiu por cima do gol. O segundo tempo começou com o Flamengo jogando em cima do Joinville em busca do primeiro gol. Alteração nos vestiários só uma: o atacante Marion entrou na equipe catarinense na vaga de Marcelinho Paraíba.

Com um minuto, o Flamengo partiu em velocidade com Paulinho pela esquerda. O atacante foi ao fundo e cruzou rasteiro para Alan Patrick, na meia lua da área. O meia ajeitou e chutou por cima do gol, desperdiçando boa chance.

Os cariocas jogavem em velocidade e aos 3 criaram mais uma chance. Alan Patrick tocou para Paulinho na esquerda da área, e o atacante acertou belo chute que pássou perto do travessão de Agenor. Aos 11, o gol finalmente saiu. Ayrton, cobrando falta ‘a la Petkovic’, acertou o ângulo esquerdo de Agenor e abriu o placar no Maracanã.

Com o gol, o Fla diminuiu um pouco o ritmo e o Joinville ensaiou uma reação. Mas o único lance de perigo que conseguiu foi um chute de fora da área de Kadu, que obrigou César a se esticar para mandar para escanteio. Oswaldo de Oliveira não perdeu tempo e fez duas substituições para injetar sangue novo na equipe. Guerreiro, que teve mais uma atuação apagada, foi substituído por Kayke. Minutos depois foi Gabriel que entrou no lugar de Paulinho.

As substituições deram certo e aos 34, Alan Patrick fez belo lançamento por cobertura e Gabriel entrou por trás da zaga, matou no peito, e tocou por cobertura para fazer o segundo do Flamengo. Com a desvantagem de dois gols, e com um a menos em campo, já que Bruno Aguiar saiu lesionado após Paulo César Gusmão ter feito as três substituições. o Joinville nada mais tinha a fazer, e o Fla controlou o jogo até o apito final.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: