Flamengo perde e crise se agrava

O Grêmio não perde para o Flamengo em Porto Alegre há 22 anos. E o jejum rubro-negro foi mantido na tarde deste domingo, quando o Tricolor venceu por 1 a 0, na Arena gremista. O único gol foi marcado pelo zagueiro Fred, no segundo tempo. O resultado deixou o Flamengo em 12° colocado na tabela, com três pontos, e fez o Grêmio chegar aos quatro; chegando à sétima posição na classificação do Campeonato Brasileiro.

O resultado fez justiça ao Grêmio, que poderia ter alcançado um placar mais elevado, mas encontrou o goleiro Paulo Victor em dia de grande inspiração. O Flamengo entrou modificado e chegou a criar algumas chances, mas esbarrou novamente na má fase de Paolo Guerrero. O resultado esquenta clima na gávea, já que o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello prometeu mudanças drásticas no futebol do clube até quinta-feira.

Na próxima rodada, o Flamengo vai encarar a Ponte Preta, em Volta Redonda. Já o Grêmio visita o Atlético-MG em Belo Horizonte

O Jogo – Bastante modificado em relação ao último jogo, o Flamengo começou a partida no ataque. Antes do primeiro minuto, Gabriel bateu para defesa de Marcelo Grohe. Logo depois, Everton foi derrubado pelo estreante Edílson na entrada da área. Alan Patrick tentou colocar, mas a bola se chocou contra a barreira gremista.

O time tricolor só chegou na área rubro-negra aos quatro minutos em chute fraco de Giuliano que Paulo Victor defendeu sem dificuldades. O lance animou a equipe de casa, que voltou a atacar com perigo aos sete minutos. Bolaños tabelou com Edílson e invadiu a área, mas o goleiro Paulo Victor saiu com precisão e bloqueou o chute do atacante equatoriano.

O rubro-negro carioca não se assustou com a pressão gremista e tentou dar a resposta com Gabriel, que cabeceou para boa defesa de Marcelo Grohe. O time dirigido por Jayme de Almeida adiantou a marcação para dificultar a saída de bola do adversário. Além disso, Márcio Araújo e Cuéllar se alternavam na proteção aos zagueiros, dando total liberdade de ação a Alan Patrick, que acionava muito o lateral Rodinei.

Aos 25 minutos, o Flamengo conseguiu colocar a bola nas redes, mas a arbitragem já havia assinalado impedimento de Everton.

O Grêmio não atuava bem. Edílson era a exceção, levando vantagem sobre o setor esquerdo da defesa carioca. Aos 29 minutos, o lateral tabelou com Maicon e cruzou para conclusão perigosa de Giuliano. Logo depois, o mesmo Giuliano recebeu ótimo passe de Geromel e concluiu muito mal.

Aos 33 minutos, o goleiro Paulo Victor apareceu muito bem. Ele abafou, por duas vezes, a conclusão de Giuliano que recebeu na pequena área.

A resposta do Flamengo quase resulta em gol. Rodinei tabelou com Alan Patrick e cruzou para Guerrero que, inteiramente livre, cabeceou para fora, desperdiçando a melhor chance da partida até aquele momento. Dois minutos depois foi a vez de Bobô perder gol feito ao receber passe perfeito de Bolaños na pequena área.

O Grêmio voltou para o segundo tempo com Everton no lugar do apagado Bobô. E aos três minutos, a equipe gaúcha desperdiçou a primeira chance com Luan, que recebeu na área e chutou forte para grande defesa de Paulo Victor. Dois minutos depois, o goleiro do Flamengo voltou a salvar sua equipe, abafando um chute de Everton que entrou livre.

O Grêmio dominava completamente, enquanto o Flamengo apenas se defendia. Aos sete minutos, Luan bateu falta e Giuliano cabeceou na trave de Paulo Victor. Um minuto depois, o time gaúcho marcou o primeiro gol. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Fred subiu mais do que a zaga carioca e mandou para as redes.

Depois de alcançar a vantagem, o Grêmio reduziu o ritmo e passou a esperar o adversário no seu campo. O Flamengo partiu para o ataque e, aos 17 minutos, Guerrero recebeu em impedimento e tentou encobrir Marcelo Grohe, mesmo depois que o árbitro interrompeu o lance. Os jogadores do Grêmio exigiram o segundo cartão amarelo para o atacante peruano, mas o árbitro não levou os protestos em consideração.

O Grêmio só reapareceu no ataque aos 21 minutos quando Luan cruzou, Marcelo Oliveira desviou na primeira trave e ninguém apareceu para a conclusão.

O técnico Jayme de Almeida resolveu dar mais força ofensiva ao Flamengo e colocou Willian Arão, Ederson e Marcelo Cirino em campo. Aos 34 minutos, Cirino foi lançado, se livrou da marcação, mas bateu muito mal.

Nos minutos finais, o Flamengo tentou aumentar a pressão para buscar o empate, mas quase sofreu o segundo gol aos 43 minutos. Douglas colocou Pedro Rocha na cara do gol, ele driblou Paulo Victor, mas chutou na trave. Walace tentou aproveitar o rebote, mas o goleiro do Flamengo salvou.

O time rubro-negro quase empatou no minuto seguinte. Alan Patrick chutou cruzado, a bola passou entre as pernas de Marcelo Grohe e correu sobre a linha de gol, mas não apareceu nenhum atacante para empurrar a bola para dentro, no último lance da partida.

FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO-RS 1 X 0 FLAMENGO-RJ

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 22 de maio de 2016, domingo
Hora: 16h (de Brasília)
Público: 15.976 pagantes
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Anderson José de Moraes Coelho (SP)
Cartão Amarelo: Luan, Fred(Gre);Paulo Guerrero, Everton(Fla)

GOLS: GRÊMIO: Fred, aos oito minutos do segundo tempo

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edilson, Geromel, Fred e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Giuliano(Pedro Rocha) e Miller Bolaños(Douglas); Luan e Bobô(Everton)
Técnico: Roger Machado

FLAMENGO: Paulo Victor, Rodinei, Juan, Léo Duarte e Jorge; Cuéllar(Willian Arão), Márcio Araújo, Alan Patrick e Everton(Ederson); Gabriel(Marcelo Cirino) e Paolo Guerrero
Técnico: Jayme de Almeida (interino)




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: