Flamengo empata com a Chapecoense

O Flamengo mostrou na noite desta qurata-feira (25) que ainda não saiu da crise ao empatar por 2 a 2 com a Chapecoense, em Volta Redonda. Os rubro-negros até saíram na frente, mas sofreram a virada e marcaram nos acréscimos para igualar o placar. Com o resultado, os cariocas chegaram a quatro pontos no Campeonato Brasileiro. Já os catarinenses fazem bom início de Série A e estão com cinco.

O Flamengo começou a partida pressionando a Chapecoense em seu campo de defesa. A marcação surtiu efeito e os rubro-negros não demoraram a abrir o placar em Volta Redonda. Aos sete minutos, Everton foi lançado pela esquerda e cruzou rasteiro para o jovem Felipe Vizeu apenas tocar para a rede.

Só que a alegria dos flamenguistas durou exatos cinco minutos, pois aos 12 minutos a Chapecoense chegou ao empate. Lucas Gomes disputou bola com Juan e caiu na área. O árbitro marcou pênalti, que Bruno Rangel colocou na rede.

O Flamengo sentiu o revés e viu a Chapecoense equilibrar o jogo. Com espaço, os catarinenses chegavam com mais facilidade ao ataque e quase viraram aos 20 minutos. Cleber Santana cobrou falta de longe e quase acertou o ângulo de Paulo Victor, que fez a defesa.

Com o passar do tempo, a Chapecoense fez prevalecer sua maior organização em campo e passou a ter o controle da partida. Somente aos 42 minutos, os donos da casa chegaram próximo de marcar. Marcelo Cirino foi lançado na área, mas chutou por cima do travessão. Assim, o confronto foi para o intervalo com a igualdade no placar.

No segundo tempo, o Flamengo voltou com mais vontade e disposto a marcar o segundo gol.

Sem muitos lances de perigo, o jogo ganhou emoção aos 22 minutos, quando o meia Everton fez falta dura em Josimar e recebeu o cartão vermelho de forma direta, deixando o Flamengo com um homem a menos.

A partir dai, a Chapecoense passou a dominar a partida e chegar perto do gol. De tanto insistir, os catarinenses chegaram ao segundo gol aos 34 minutos. Hyoran cobrou falta com categoria e acertou o ângulo. Mesmo após o gol, a Chapecoense seguiu melhor e desperdiçando boa chances de ampliar. O Flamengo, na base da raça, ainda buscou o empate. Nos acréscimos, o árbitro marcou pênalti para os rubro-negros após a bola bater na mão de Marcelo. Alan Patrick cobrou no canto para igualar o marcador e dar números finais ao jogo.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: