Flamengo elimina Botafogo e garante vaga com vitória

Em um jogo cheio de polêmicas, o Botafogo, com um time misto, entrou em campo com o objetivo de vencer o clássico, deste domingo, para seguir vivo e com chances de classificação à semifinal da Taça Guanabara. Com 100% de aproveitamento e com força máxima, o Flamengo eliminou o arquirrival com uma vitória de 2 a 1.

O Flamengo retorna aos gramados nesta quinta-feira, diante do América-MG, às 21h30, no Bezerrão, pela Primeira Liga e no próximo domingo, o rubro-negro vai encarar o Madureira, em local a definir, pela quinta rodada da Taça Guanabara. Já o Botafogo vai enfrentar o Olímpia, nesta quarta-feira, às 21h45, no Nilton Santos, pela Copa Libertadores e no domingo vai jogar contra o Boa Vista, às 17h, em Bacaxá.

O JOGO

1º tempo

A primeira boa chance veio dos pés de Diego, que cobrou escanteio e a defesa alvinegra afastou da área. Na sobra, William Arão, com liberdade, arriscou chute. A bola desviou e passou perto do gol de Helton Leite.

Em seguida, Everton avançou muito bem, se livrou da marcação e achou Mancuello na área. O argentino se atrapalhou no domínio, mas Diego conseguiu pegar a sobra e finalizou para fora.

Mesmo com pressão total do Flamengo, o Botafogo tentou responder com o lançamento de João Paulo para Guilherme, que não alcançou e foi ao chão após choque com o Pará. Árbitro mandou o jogo seguir e Flamengo ganhou arremesso lateral.

Aos 35 minutos da primeira etapa, Diego caiu pela esquerda e cruzou com o pé direito. A bola passou por todo mundo na área e encontrou Guerrero, que tentou o cabeceio mas acabou mandando para o gol com a coxa direita. O time do Botafogo ensaiou reclamação, mas lance foi legal.

Não demorou muito e o Glorioso respondeu com Dudu Cearense. No momento de seu lançamento, o assistente se precipitou e levantou a bandeira ao ver o camisa 9 em posição de impedimento. Quem ficou com a bola, porém, é Guilherme, que cruza na medida para Roger concluir de cabeça, sem marcação. Os rubros-negros reclamaram muito, mas, apesar da lambança do bandeirinha, o gol é legal.

2º tempo

Botafogo fez o primeiro bom ataque do 2° tempo. Gilson disparou e lançou Roger na área. Ao tentar defender, Muralha se atrapalhou e o Alvinegro deu sequência ao lance, porém, Rodrigo Lindoso isolou na sobra após jogada de Bruno Silva.

Aos 20 minutos, Diego cobrou escanteio, a defesa rival desviou e Rafael Vaz mandou para o meio da área de bicicleta. Réver e Berrío foram para a bola e ela ficou com Everton, que só teve o trabalho de empurrar para a rede.

Assumindo uma postura mais ofensiva, o Botafogo quase empatou o jogo. Vinícius Tanque surgiu bem pela direita, dominou e cruzou buscando Leandrinho. O meia se antecipou e conseguiu finalizar, mas bola bateu no travessão, assutando a torcida do Flamengo.

O alvinegro seguia tentando o empate. João Paulo fez ótimo lançamento para Bruno Silva dentro da área. Em posição legal, o volante chegou na frente de Pará, trombou com Rafael Vaz e não conseguiu finalizar. Muralha foi na bola e se livrou do perigo.

Nos acréscimos, Guilherme, pela esquerda, fez cruzamento longo para a área. Leandrinho cabeceiou e, novamente, a bola parou no travessão do goleiro Alex Muralha, que só olhou.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 2 X 1 BOTAFOGO

Estádio: Nilton Santos, Rio de Janeiro (RJ).
Arbitragem: Bruno Arleu de Araujo (RJ).
Renda/Público: Público pagante: 22.042; presentes: 23.496; Renda: R$ 867.160,00.
Cartões Amarelos: Roger (Botafogo), Everton (Flamengo), Dudu Cearense (Botafogo), Marcinho (Botafogo), João Paulo (Botafogo), Pará (Flamengo).
Cartões Vermelhos:  –
Gols: Guerrero, aos 35′ do primeiro tempo, Roger, aos 39′ do primeiro tempo, Everton, aos 20′ do segundo tempo.

FLAMENGO – Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz, Trauco (Rodinei), Romulo, Willian Arão, Diego, Mancuello (Berrío), Guerrero, Everton. Técnico: Zé Ricardo.

BOTAFOGO – Helton Leite, Marcinho, Renan Fonseca, Igor Rabello, Gilson, Dudu Cearense (Bruno Silva), Rodrigo Lindoso (Leandrinho), Matheus Fernandes, João Paulo, Guilherme, Roger (Vinícius Tanque). Técnico: Jair Ventura.

 




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: