DESTAQUE ESPORTE FLAMENGO

Flamengo e Prefeitura divergem sobre Ninho do Urubu

banner

O incêndio na última sexta-feira no CT Ninho do Urubu, que deixou dez garotos das categorias de base do Flamengo mortos, gera atritos entre o clube e a Prefeitura do Rio de Janeiro.

Em nota oficial, a Prefeitura divulgou que o Centro de Treinamento do Flamengo não tem alvará de funcionamento, devido à ausência do certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros, e que o clube já havia sido autuado pelas condições do local mais de 30 vezes, entre outubro de 2017 e dezembro de 2018.

“Por estar em funcionamento sem o devido alvará foram lavrados 31 autos de infração. Desse total, o Flamengo pagou 10 multas e deixou de pagar 21 multas. Por conta da legislação – Lei Federal 5172/66 – não é possível informar os valores das multas por questão de sigilo fiscal”, revelou a nota divulgada pela secretaria municipal da Casa Civil. Por outro lado, o Flamengo avalia que a tragédia não tem relação com os alvarás e as multas da Prefeitura.

“O Centro de Treinamento, suas licenças, seu alvará e suas multas. Isso não tem nada a ver com o acidente que ocorreu. Nós temos algumas providências a serem tomadas para deixar o CT plenamente legalizado. Estamos trabalhando arduamente nisso, com o Corpo de Bombeiros. Nós precisávamos de nove certificados para conseguir o alvará, já temos oito. Estamos trabalhando com o Corpo de Bombeiros para conseguir o alvará”, afirmou o CEO do rubro-negro, Reinaldo Belotti, em pronunciamento no último sábado.

Em novembro do ano passado, o Corpo de Bombeiros vistoriou o Centro de Treinamento, como parte do processo de emissão do certificado de aprovação. O certificado não foi emitido porque ainda havia pendências em relação ao projeto de segurança, mas a corporação informou, em nota, que “não foram constatados riscos que justificassem legalmente a interdição imediata do local”.

‘Puxadinho’

A prefeitura ainda alega que, no último projeto aprovado em relação ao local, o espaço onde ficavam os alojamentos das categorias de base, está descrito como estacionamento para veículos, e não alojamento para uso como dormitório.

Já o Flamengo afirma que o projeto aprovado em abril de 2018 levava em conta as mudanças previstas para acontecer em março, quando a atual licença do CT expira. Com a construção de um novo módulo, os atletas da base seriam realojados nesta semana para o local onde ficavam os jogadores profissionais. Belotti também falou que o local foi vistoriado pelo Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, que emitiu certificado de regularidade, e pela Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) e pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), que emitira o certificado de clube formador, de acordo com a Lei Pelé.

“Essa fiscalização tinha que atender o seguinte: manter o alojamento e as instalações esportivas adequadas, em matéria de alimentação e higiene, segurança e salubridade. A partir do momento que tivemos esse certificado que acabei de falar, é porque todos os pré-requisitos foram atendidos. E não estamos falando de uma instituição. Estamos falando de duas, de três instituições. E esse módulo era conhecido por todos. Não era um ‘puxadinho’ que a gente escondia. Pelo contrário. Era um alojamento confortável, adequado e que nós mostrávamos para todos com orgulho”, afirmou o CEO do clube, que também lembrou que a estrutura está no local desde 2011 e que abrigou jogadores consagrados, como Ronaldinho Gaúcho, Vagner Love e a seleção olímpica do Brasil.

O MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) marcou uma reunião para esta segunda-feira com Flamengo, Prefeitura, Defesa Civil e outros órgãos para buscar soluções imediatas às famílias das vítimas e à regularização do CT.

 

Posts Relacionados

Vereadores aprovam construção de shopping na sede do América

REDAÇÃO

Réveillon em Niterói reúne mais de 500 mil pessoas para assistir espetáculo de fogos e shows

REDAÇÃO

Obras de recuperação da cobertura do Engenhão terminarão em novembro de 2014

REDAÇÃO

Esse site utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Assumimos que você esteja de acordo com isso, caso contrário você pode fazer opt-out if se desejar. Aceito Leia Mais