Flamengo 4 x 1 Criciúma: Goleada e alívio

00Em jogo repleto de gols, o Flamengo derrotou o Criciúma por 4 a 1 no Maracanã.  A partida, válida pela 24ª rodada, foi um confronto direto contra a zona do rebaixamento.

Diante de mais de 38 mil torcedores, o Flamengo começou arrasador. Com 23 minutos já vencia por 3 a 0. A partir daí administrou bem e garantiu os 3 pontos em jogo que eles pareciam valer em dobro, diante da situação do Criciúma, que segue abrindo a desconfortável zona de rebaixamento.

Flamengo pulou para 15ª posição, com 30 pontos. Já o Criciúma segue na amarga zona de rebaixamento, na 17ª posição, com 25 pontos.

Na próxima rodada o Flamengo enfrenta o Coritiba, na quarta-feira às 21h50. Já o Criciúma só volta a jogar no domingo, contra o Goiás, no Serra Dourada, às 18h30.

Dois goleiros expulsos


O Flamengo abriu o marcador no comecinho da partida. Logo aos 4 minutos, Hernane abriu o placar após jogada de escanteio. No bate rebate de André Santos e Hernane, melhor para o brocador, que finalizou na pequena área, enquanto a zaga do Tigre se dividia em pedir impedimento ou marcar os rubro-negros. 1 x 0.

O Flamengo seguiu com maior volume de jogo e não demorou muito para ampliar. Aos 17 minutos, em lance muito parecido com o primeiro gol, o Flamengo cobrou escanteio pela direita, e a bola novamente espirrou no bate-rebate na defesa do Criciúma. Desta vez sobrou para Wallace, que livre na entrada da pequena área, concluiu sem dar chances para o goleiro do Tigre. 2 x 0.

O time catarinense sentiu o golpe e abriu brechas. Aos 20 minutos André Santos lançou Hernane, que botou a bola na frente e se jogou forçando choque com o goleiro Helton Leite. Pênalti marcado e cartão vermelho para o goleiro do Criciúma. Hernane bate no canto direito, deslocando por completo o goleiro reserva Bruno. 3 x0 em apenas 23 minutos.

O Criciúma bem que tentou diminuir e acertou a trave por duas vezes. A primeira aos 25 minutos, após levantamento na área de Daniel Carvalho. A bola veio nas mãos de Felipe após tocar na trave direita. Aos 44 minutos foi a vez de Daniel Carvalho descer livre pela direita e bater cruzado. Novamente a trave salvou o rubro-negro.

Aos 46 minutos Lins arrancou pela direita e foi derrubado pelo goleiro Felipe. Que optou em expulsar Felipe, assim como fizera com o goleiro Helton Leite. Na cobrança de Daniel Carvalho o gol de honra do Criciúma. Paulo Victor foi no canto certo, mas não alcançou. 3 x 1.

Elias amplia na 2ª etapa
No segundo tempo o jogo ficou aberto, com ambas equipes com 10 jogadores. Espaços não faltaram, e quem tentou se aproveitar mais foi o Criciúma, que se lançou com tudo ao ataque. Porém o auri-negro catarinense esbarrou sempre na marcação rubro-negra, especialmente de João Paulo, que interceptou duas boas chances de Lins, o mais perigoso do Criciúma.

O Flamengo tomou sufoco nos minutos iniciais, em que só o Cricipuma atacava. Só se tranquilizou mesmo aos 15 minutos, quanto Luiz Antonio arriscou de longe orbigando Bruno a fazer boa defesa.

Aos 19, Wellington Paulista teve a melhor oportunidade do Criciúma: o atacante recebeu livre na área e finalizou nos pés de Paulo Victor, que fez grande defesa.

O alívio rubro-negro veio aos 32, após jogada pelo lado direito, que Paulinho recebeu na grande área, tentou bicicleta na frente de Fábio Ferreira, e a bola sobrou para Elias. O volante chutou forte na risca da pequena área, para espantar a má fase. 4 x 1. E o Flamengo vence depois de 4 partidas.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: