Flamengo 1 x 0 Audax: Veja o gol

000O Flamengo foi o primeiro clube grande a vencer na primeira rodada do Campeonato Carioca. Em partida disputada na tarde deste domingo, no Maracanã, a equipe rubro-negra derrotou o Audax, por 1 a 0, gol marcado pelo zagueiro Welinton, aos cinco minutos do primeiro tempo.

O Flamengo atuou com uma equipe reserva e teve uma atuação muito irregular. O time comandado por Jayme de Almeida teve um bom início, poderia ter ampliado, mas caiu de produção no segundo tempo e quase permitiu a reação do Audax.

Antes do início da partida, os jogadores Elano, Everton, Léo, Erazo e Lucas Mugni, recentemente contratados, foram apresentados à torcida. O volante Feijão, no banco de reservas, e o atacante Alecsandro, liberado, não participaram da solenidade.

Na próxima rodada, o Flamengo vai enfrentar o Volta Redonda, no Raulino de Oliveira. O Audax terá o Resende, pela frente, no Moacyrzão.

O jogo – O Flamengo começou a partida trocando passes com lentidão, mas mostrava mais disposição ofensiva do que o adversário, que adotava um esquema defensivo com apenas Washington entre os zagueiros rubro-negros. E logo aos cinco minutos, o time da Gávea marcou o primeiro gol. Gabriel cobrou escanteio, Cáceres desviou e o zagueiro Welinton, de pé esquerdo, colocou a bola no fundo das redes. Só depois de sofrer o gol é que o Audax partiu para o ataque. E chegou com perigo, aos oito minutos, em chute de Klauber.

O Flamengo levava perigo através das arrancadas de Negueba, que levava a torcida ao delírio. O atacante voltou ao time que o revelou depois de uma temporada sem brilho e marcada por lesões no São Paulo. Aos dez minutos, Negueba cobrou falta e a bola passou bem perto da trave esquerda de Yamada.

O time comandado por Jayme de Almeida trocava passes em velocidade para surpreender a marcação do Audax, enquanto a equipe de São João de Meriti se mostrava sem recursos para bloquear as investidas do Flamengo.

Aos 20 minutos, Digão descobriu Gabriel entre os zagueiros e fez um passe perfeito, mas o atacante rubro-negro demorou demais a concluir e acabou sendo bloqueado pela zaga.

O Flamengo apenas administrava a vantagem e o Audax seguia com dificuldades para se aproximar da área. Só aos 26 minutos é que Willian conseguiu receber a bola em condições de concluir, mas Paulo Victor defendeu com segurança. O lance animou a equipe dirigida por Valber e, aos 28, foi a vez de Aderaldo cobrar falta com muito perigo. A bola bateu na rede pelo lado de fora e assustou o goleiro Paulo Victor. A equipe visitante continuava mais agressiva e, aos 33 minutos, Wellington Soares recebeu na direita, derivou para o meio e mandou a bomba. Paulo Victor fez grande defesa, evitando o empate. Aos 40 minutos, Mattheus tocou de calcanhar para Negueba que chutou forte, mas Yamada fez grande defesa e evitou o segundo gol.

O Flamengo voltou para o segundo tempo com o volante Muralha no lugar do atacante Negueba. Com a mudança, Gabriel e Mattheus ganharam mais liberdade para se aproximar de Nixon, no ataque. Aos cinco minutos, o Audax criou a primeira jogada de perigo. Wellington Soares investiu pela esquerda e cruzou para a área, mas Washington chegou atrasado.

A resposta do Flamengo foi fulminante. Mattheus iniciou a jogada e lançou Gabriel, que retardou a jogada mas conseguiu acionar Nixon, que entrava pela direita. O atacante chutou, mas Yamada fechou o ângulo e conseguiu impedir que a bola entrasse.

O técnico Valber decidiu alterar a equipe e colocou Adilson na lateral-direita. Adriano, que ocupava a posição, foi para o meio-campo no lugar de Willian.

Aos 13 minutos, Frauches derrubou Washington na meia-lua. Falta perigosa, que Aderaldo cobrou com violência, e a bola passou bem perto do travessão.

O Flamengo tinha o domínio da partida, mas mostrava pouca ambição ofensiva, parecendo mais preocupado em administrar a vantagem do que tentar ampliar o marcador. Gabriel e Mattheus eram os que mais desagradavam a torcida, que chegou a ensaiar algumas vaias depois de erros de passes.

Aos 22 minutos, Gabriel perdeu a bola para Wellington Soares na intermediária. O meia do Audax arriscou o chute, mas a bola saiu. O Flamengo voltou a levantar a torcida aos 27 minutos, quando o lateral João Paulo tabelou com Gabriel e mandou a bomba. Yamada, em dois tempos, fez ótima defesa.

Por volta dos 30 minutos, a partida voltou a ficar truncada por causa do excesso de faltas e de passes errados das duas equipes. A torcida rubro-negra reclamava muito da sua equipe, que mostrava muita lentidão na transição entre defesa e ataque.

Aos 32 minutos, Welinton desviou para escanteio um cruzamento perigoso de Adilson. Na cobrança, Paulo Victor saiu de soco para afastar o perigo.

No minuto seguinte, a torcida encontrou novos motivos para reclamar de Mattheus. Ele foi lançado por Muralha, penetrou livre na área, mas chutou errado, desperdiçando ótima oportunidade. Logo depois, o filho de Bebeto foi substituído por Carlos Eduardo e saiu vaiado pela torcida.

Nos minutos finais, o Audax partiu para buscar o empate e o Flamengo recuou. Jayme de Almeida colocou o estreante volante Feijão no lugar do atacante Gabriel para fechar ainda mais a defesa e garantir o resultado positivo.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: