Fim da invencibilidade! Vasco perde para o Atlético-GO e encerra sequência

O Vasco entrou em campo tentando defender sua invencibilidade de 34 jogos sem perder. Porém esbarrou na péssima atuação do time e mesmo com um a mais, acabou perdendo para o Atlético-GO por 2 a 1 neste sábado, no estádio Kléber Andrade, no Espírito Santo. A derrota além de encerrar a sequência invicta, mas manteve a liderança da Série B por conta do maior saldo de gols em relação ao seu rival deste sábado. Júnior Viçosa e William Schuster marcaram para os goianos e Luan fez o dos cariocas.

Na próxima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Vasco recebe o Nautico em São Januário, terça-feira, às 19h15. No mesmo dia e horário, Atlético-GO visita o Joinville, em Santa Catarina. O Cruzmaltino tem 19 pontos e se mantém na liderança da competição, Já o Dragão tem 19 e segue na cola do Cruzmaltino, perdendo no saldo de gols.

O JOGO

A partida começou com pouca ofensividade de ambas equipes. O primeiro momento de perigo foi aos 20 minutos, quando Júnior Viçosa recebeu um lançamento sozinho e assustou o gol defendido por Jordi. Os goianiense tinham mais controle da posse de bola e marcaram logo em seguida. Matheus cruzou pela direita, Jordi falhou na saída do gol e a bola acabou batendo em Júnior Viçosa, abrindo o placar para o Atlético-GO.

O empate vascaíno veio logo em seguida, aos 39 minutos, Luan aproveitou a bola levantada na área pelo lateral Julio Cesar e mandou para a rede. O empate irritou o técnico Marcelo Cabo, que reclamou do lance que originou o gol cruzmaltino. O tento, antes do fim da primeira etapa, deu ânimo para os cariocas no intervalo.

Na volta para o segundo tempo, o Vasco tentou propor o jogo e achou em Leandrão a principal opção ofensiva. Antes do cinco minutos, o camisa 9 vascaíno teve duas chances de conseguir a virada para o Cruzmaltino, mas desperdiçou ambas. E o Atlético-GO fez questão de castigar a equipe carioca pelo erros consecutivos. Aos 7, Júnior Viçosa teve espaço na área e finalizou em cima de Luan, mas na sobra, William Schuster chutou sem chances para Jordi: 2 a 1.

O gol fez o Vasco se jogar de vez a frente tentando manter a sua invencibilidade de 35 jogos e fez com que o goleiro Marcos trablhasse no jogo. Julio Cesar e Eder Luis exigiram ótimas defesas do arqueiro goiano. O Atlético-GO não deixou por menos e também buscou nos contra-ataques ampliar a sua vantagem no placar.

Um dos pilares do Vasco, Rodrigo esteve irreconhecível no Espírito Santo. Com sérias dificuldades na defesa, o zagueiro teve falhas consecutivas e comprometeu o trabalho da zaga vascaína. Em dois lances consecutivos, ele foi quase vilão e herói. Aos 33, o zagueiro deixou Júnior Vicçosa sozinho, mas o atacante goiano desperdiçou a chance de ampliar o placar. No lance seguinte, Rodrigo tentou se redimir com uma pancada para empatar, mas a bola passou raspando a trave do goleiro Marcos.

Tentando empatar e manter a invencibilidar na base do abafa, o Vasco foi de qualquer jeito para frente tentando aproveitar a vantagem númerica já que Júnior Viçosa foi expulso, porém, esbarrou nas suas próprias limitações técnicas e por pouco não permitiu que o time goiano ampliasse o placar. Já sem forças no final, o Cruzmaltino apenas lamentou a perda da invencibilidade de 34 jogos e a liderança da Série B.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 2 x 1 VASCO

Estádio: Kléber Andrade (ES)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo
Gols: Júnior Viçosa (ATL-GO, aos 23′ do 1º tempo), Luan (VAS, 39′ do 1ºT), William Schuster (ATL-GO, aos 7′ do 2ºT)
Cartões Amarelos: Gilsinho, Júnior Viçosa, Jorginho (Atlético-GO) e Madson (Vasco)
Cartões Vermelhos: Júnior Viçosa (Atlético-GO)

ATLÉTICO-GO: Marcos; Matheus Ribeiros, Marllon, Lino e Michel; Bruno Barra, Pedro Bambu, Magno (Jorginho, aos 29′ do 2ºT) e William Schuster (Ricardo Silva, aos 45′ do 2ºT); Gilsinho (Luiz Fernando, aos 20′ do 2ºT) e Júnior Viçosa; Técnico: Marcelo Cabo.

VASCO: Jordi; Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Marcelo Mattos (Evander, aos 17′ do 2ºT), William, Andrezinho e Yago Pikachu (Eder Luís, intervalo); Jorge Henrique e Leandrão (Thalles, aos 24′ do 2ºT); Técnico: Jorginho.


TAG


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: