FHC prevê desembarque do PSDB do Governo Temer

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que, na quinta, defendeu a renúncia de Temer antecipação das eleições presidenciais, contrariando a posição até agora adotada por seu partido, o PSDB, disse nesta sexta que os tucanos, embora divididos, em breve, darão o “toque de reunir” — ou seja, se unificarão para deixar os cargos no ministério e deixarão de apoiar o governo no Congresso.

“O Brasil, melhor, os brasileiros estão divididos, não só o PSDB. Mas a imensa maioria está unida contra a corrupção e a favor de passar a limpo as instituições. Os ‘cabeças pretas’ temem que os ‘cabeças brancas’, e olha que meus cabelos são mais do que brancos, se acomodem ao poder. Não creio: cautela é conveniente, covardia, não. Haverá o toque de reunir”, disse. O PSDB é o maior partido de apoio a Michel Temer, além do próprio PMDB do presidente.

Nesta sexta, a página de FHC no Facebook publicou um texto sobre antecipação de de eleições com a hashtag #voltafhc. A publicação foi retirada rapidamente.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: