Escolas de samba de Niterói devem ocupar galpão em novembro

Diretores e presidentes das escolas de samba de Niterói aguardam apenas a liberação de entraves burocráticos para tomar posse do novo espaço que servirá de barracão e iniciar os trabalhos para o próximo carnaval, o que deve acontecer em breve. “Acreditamos que dentro de quinze dias, toda a parte administrativa esteja concluída”, afirmou o secretário municipal de Participação Social, Anderson Pipico, durante reunião organizada pela União das Escolas de Sambas e Blocos no auditório da Câmara de Niterói.

O galpão na Avenida Feliciano Sodré, no Ponto Cem Réis, foi escolhido como novo local de preparação dos carros alegóricos e esculturas após meses de discussão. A escolha do novo “QG” chegou como um alento para as 32 agremiações filiadas à União das Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos de Niterói (Uesbcn), após o despejo das agremiações do antigo 4º GCam, no Barreto.

A expectativa é que o galpão possa ser utilizado no início de novembro. A Uesbcn também vem dialogando com a Prefeitura para que as 12 agremiações que tiveram as alegorias e esculturas destruídas possam ser ressarcidas. Segundo relatórios elaborados pelos sambistas, os prejuí- zos chegam a R$ 700 mil. “Com a definição da área de trabalho, poderemos, enfim, dar andamento ao plano de desfiles do Carnaval de 2016”, afirmou o presidente da Uesbcn, André Nogueira.

Anderson Pipico também revelou que a Prefeitura pretende disponibilizar, até dezembro, recursos para pagar a primeira parcela da subvenção. Durante a reunião na Câmara Municipal, o comandante do 12º BPM (Niterói), Fernando Salema, disponibilizou um grupo de oficiais para dar suporte aos diretores de agremiações sobre eventos criados nas comunidades.




%d blogueiros gostam disto: