ESCOLAS DE SAMBA DE NITERÓI AINDA ESTÃO SEM BARRACÃO

Continua na mesma a situação das 32 escolas de samba de Niterói, após terem toda as suas alegorias destruídas no início do mês de abril. Os presidentes das agremiações continuam esperando o ressarcimento pela empresa Zadar, a responsável pela remoção das peças, e espera a definição de um espaço adequado para que se instale um novo barracão. As escolas estavam instaladas no antigo 4° GCam, no Barreto, até que na manhã de 6 de abril, os presidentes encontraram todas as alegorias e carros alegóricos destruídos na parte externa do galpão.

De acordo com André Nogueira, presidente da União das Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos de Niterói, todos estão preocupados com o Carnaval 2016 já que não sobrou nada e o tempo já está findando para a organização da folia no ano que vem.

“O tempo é curto. Nossa preocupação é porque o Carnaval é na primeira semana de fevereiro e a gente não tem a base. Os carros foram destruídos e a questão do tempo acaba dificultando. Esperamos o ressarcimento da perda. Cada agremiação fez um inventário de perna e entregou à Emusa.
As escolas já definiram seis locais ideias para a construção de um barracão, um deles é nos arredores da Praça da Renascença, no Centro, e o outro na Avenida Feliciano Sodré, chegando ao Ponto Cem Réis.

A Prefeitura de Niterói informou que ainda estuda uma solução para o caso.

A TRIBUNA RJ




%d blogueiros gostam disto: