Engenheiro reafirma não ter recebido aluguel de Lula pelo apartamento

O engenheiro Glaucos da Costamarques, afirmou, nesta quarta-feira, 27, ao jornal o  Estado de S. Paulo,
que é “verdadeiro” o que disse ao juiz federal Sérgio Moro sobre não ter recebido aluguéis do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo apartamento 121 do edifício Hill House, em São Bernardo do Campo (SP).

“É a verdade”, disse Glaucos ao ser questionado pela reportagem sobre o conteúdo de seu depoimento a Moro. Perante o juiz da Lava Jato, o engenheiro também havia sido taxativo ao dizer que não houve pagamento pelo apartamento. “Não recebi.”

O imóvel, segundo a denúncia, foi adquirido em nome de Glaucos, que seria um testa de ferro de Lula. A Procuradoria da República afirma que para tentar dissimular a real propriedade do apartamento, a ex-primeira-dama Marisa Letícia, morta em fevereiro, vítima de um AVC, assinou um contrato fictício de locação com Glaucos, datado de fevereiro de 2011.

Os investigadores sustentam que não houve o pagamento do aluguel até pelo menos novembro de 2015. Na segunda, a defesa de Lula apresentou documentos que contestam a versão dos procuradores. Dois recebidos, porém, apresentam datas que não existem no calendário.

Em recibo do suposto pagamento do aluguel, no valor de R$ 4,1 mil reais, consta que o vencimento seria no dia 31 de junho de 2014 – o mês tem 30 dias. Recebi da Sra. Marisa Letícia Lula da Silva a quantia de R$ 4.170,00 (quatro mil cento e setenta reais), em moeda corrente, referente ao pagamento de aluguel do imóvel situado na avenida Francisco Prestes Maia, n. 1501 – ap 121 – Residencial Hill House – São Bernardo do Campo-SP, vencido no dia 31 de junho de 2014, do qual dou plena, total e irrevogável quitação”, diz o documento, supostamente assinado por Glaucos da Costamarques.

Glaucos não quis comentar sobre os recibos. “Eu não estou autorizado a falar nada.”


TAG


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: