Definida a ordem dos desfiles da Série A do Carnaval do Rio de Janeiro

Uma multidão de foliões, entre eles, dirigentes de escolas de samba, autoridades públicas e também a imprensa se reuniram na noite da de terça-feira (17), na Cidade do Samba, para um momento importante: acompanhar o sorteio da ordem dos desfiles das agremiações que formam a Série A do Carnaval do Rio.

Duas agremiações, Acadêmicos do Sossego e Acadêmicos da Rocinha, já estavam com suas posições definidas no desfile do ano que vem: é que por regimento da liga, toda escola que sobe (Sossego, que subiu à Série A em 2016), abre os desfiles da sexta-feira de folia (dia 24 de fevereiro); a Acadêmicos da Rocinha, que subiu em 2015 e no último Carnaval, ficou em 13º lugar, abrirá as apresentações de sábado.

As demais agremiações foram definidas previamente através de pares, levando em consideração o ranking de cada uma: Estácio de Sá e Unidos de Padre Miguel; Viradouro e Cubango; Império Serrano e Império da Tijuca; Porto da Pedra e Alegria da Zona Sul; Renascer de Jacarepaguá e União do Parque Curicica; e Inocentes de Belford Roxo e Santa Cruz. Tais escolas participaram tirando as bolas de uma urna. Quem tirava a bola de número maior, escolhia o dia de desfile, se queria sexta ou sábado. Em seguida, outra rodada do sorteio foi realizada, desta vez, para definir a ordem.

O sorteio em si durou pouco menos de uma hora. Com o resultado pré-oficial, os foliões presentes já teriam uma noção do que aconteceria na sexta e no sábado de folia. Porém, duas agremiações, em comum acordo, decidiram trocar entre si a ordem de apresentação: Estácio de Sá, que seria a quinta de sexta, trocou com a Curicica: será a penúltima. Esta foi a única modificação registrada e, minutos depois, o público conferiu como ficará as apresentações do Carnaval de 2017 da Série A.

De acordo com a direção da Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Lierj), o sorteio em maio possibilita que as escolas tenham tempo para trabalhar seus enredos. A expectativa do dirigentes é que as escolas da Série A comecem a montagem das estruturas um pouco mais cedo, possibilitando escolher bem os materiais e tendo tempo para buscar e adequar as despesas no orçamento.

A atual vencedora da Série B, a Acadêmicos do Sossego será a primeira a pisar na Avenida do samba, com o enredo “Zezé Motta – A Deusa de Ébano”, que homenageará a vida e obra da atriz e cantora que este ano completa 50 anos de carreira.

Na sexta-feira, depois da do Sossego, desfilam Alegria da Zona Sul, Unidos do Viradouro, Império da Tijuca, União do Parque Curicica, Estácio de Sá e Acadêmicos de Santa Cruz.

No sábado, quem irá abrir os desfiles será a Acadêmicos da Rocinha, seguida pela Acadêmicos do Cubango, Inocentes de Belford Roxo, Império Serrano, Unidos de Padre Miguel, Renascer de Jacarepaguá e, fechando o carnaval da Série A, Unidos do Porto da Pedra. Terceira a desfilar na sexta, a Viradouro tenta retornar à elite do Carnaval carioca, desta vez com o enredo “E todo menino é um rei”, que vai cantar sobre a infância na Marquês de Sapucaí. Segundo a Escola, não será um enredo biográfico e sim um gesto de carinho e louvor a pureza do mundo das crianças. Já a Cubango prestará uma homenagem a João Nogueira, um dos mais importantes sambistas da história da agremiação de Niterói.

A Porto da Pedra levará para a Sapucaí tema sobre as marchinhas carnavalescas para tentar manter o alto padrão e irreverente do último desfile pela Série A, que foi uma homenagem ao palhaço Carequinha.




%d blogueiros gostam disto: