Coritiba cala quase 70 mil e vence o Flamengo

000O Flamengo teve sua série de vitórias no Campeonato Brasileiro quebrada nesta quinta-feira. Os rubro-negros foram derrotados por 2 a 0 pelo Coritiba, no Mané Garrincha, em Brasília, diante de 67 mil pessoas, novo recorde da competição. Com o resultado, os cariocas seguem com 41 pontos e caem para a quinta posição. Já os paranaenses conquistaram importante triunfo e saíram da zona de rebaixamento, com 30 pontos.

O Coritiba chegou ao resultado no primeiro tempo, marcando os dois gols de vantagem no placar, com gols de Kleber e Henrique Almeida. O Flamengo não teve boa atuação e pouco produziu no setor ofensivo.

Na próxima rodada, o Rubro-Negro terá pela frente o Atlético-MG, vice-líder do campeonato, em Belo Horizonte, no domingo. No mesmo dia, o Coritiba vai disputar o clássico paranaense contra o Atlético-PR, no Couto Pereira.

O jogo – O confronto começou em alta velocidade, com as duas equipes buscando o ataque. O Flamengo teve a primeira chance de gol aos quatro minutos. Após cobrança de escanteio, Cesar Martins subiu sozinho, mas cabeceou para fora. A resposta do Coritiba veio quatro minutos depois. Em boa troca de passes, Henrique recebeu na área e chutou. A bola bateu no braço de Pará e o árbitro marcou pênalti. Kleber cobrou com categoria para abrir o placar no Mané Garrincha.

Mesmo depois do gol, o Coritiba não se intimidou e seguiu com a vocação ofensiva. O Flamengo sofria com os paranaenses, mas criou duas boas oportunidades de empatar. Primeiro, Everton recebeu passe na área, mas chutou fraco, em cima de Wilson. Depois, Kayke passou pelo marcador e finalizou próximo do travessão.

O panorama da partida permanecia o mesmo, com o Coritiba melhor em campo. Os visitantes chegaram ao segundo gol aos 24 minutos. Após cruzamento, Negueba escorou de cabeça para Henrique Almeida. O atacante tocou na saída de Paulo Victor para ampliar a vantagem dos paranaenses.

O segundo revés abalou o Flamengo, que ficou perdido em campo. Com isso, o Coritiba ampliou o domínio e desperdiçou chance incrível aos 34 minutos. Lúcio Flávio tocou para Henrique Almeida na área, mas o atacante demorou a chutar e foi bloqueado no momento da finalização.

Os rubro-negros só voltaram a criar boa chance aos 38 minutos. Alan Patrick recebeu a bola na entrada da área, mas finalizou para fora, próximo da trave de Wilson. O lance animou o Flamengo, que quase fez o primeiro aos 42. Após cobrança de escanteio, Cesar Martins cabeceou, mas Wilson fez grande defesa para salvar os paranaenses. Nos minutos finais, o Coritiba tratou de administrar a vantagem até o intervalo.

No segundo tempo, o Flamengo voltou disposto a buscar o resultado, mas seguia com problemas no setor de armação. Na melhor chance dos rubro-negros, Ederson aproveitou escanteio, mas cabeceou por cima do travessão. O Coritiba apenas explorava os contra-ataques, só que também não chegava com perigo ao gol de Paulo Victor.

Com o passar do tempo, o Flamengo conseguiu impor uma pressão forte sobre o Coritiba. Os paranaenses não conseguiam armar contra-ataques e apenas tiravam o perigo da área. Os rubro-negros abusavam dos cruzamentos, facilitando o trabalho da defesa dos visitantes.

Na parte final, os cariocas não conseguiram manter o ritmo e viram o Coritiba impedir qualquer boa jogada rubro-negra. Com isso, os paranaenses administraram o resultado até o apito final.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 0 X 2 CORITIBA

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 17 de setembro de 2015 (Quinta-feira)
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (Fifa-SE) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)
Público: 67.011 pagantes
Renda: R$ 3.995.500,00
Cartões amarelos: Pará e Cesar Martins (Flamengo); Alan Santos, Kleber e Leandro Silva (Coritiba)

GOLS: Kleber, aos 8 minutos do primeiro tempo; Henrique Almeida, aos 24 minutos do primeiro tempo

FLAMENGO: Paulo Victor, Pará, César Martins, Samir e Jorge; Márcio Araújo, Héctor Canteros (Almir), Alan Patrick e Everton (Marcelo Cirino); Paulinho (Ederson) e Kayke
Técnico: Oswaldo de Oliveira

CORITIBA: Wilson, Leandro Silva, Walisson Maia, Juninho e Carlinhos; João Paulo, Alan Santos e Lucio Flavio; Negueba (Rafhael Lucas), Kleber (Paulinho) e Henrique Almeida (Thiago Galhardo)
Técnico: Ney Franco




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: