full screen background image




Copa Brasil de Vela começa neste sábado em Niterói

000A partir deste sábado (4), os melhores velejadores do Brasil estarão reunidos na praia de São Francisco, em Niterói – região metropolitana do Rio – para a disputa da Copa Brasil de Vela. O evento, que tem a organização da CBVela e da Prefeitura de Niterói, será o primeiro do ano na raia dos Jogos Olímpicos do Rio 2016 e definirá quem fará parte da Equipe Brasileira de Vela.

Durante os três primeiros dias do evento, a organização estará recebendo os atletas e seus barcos na vila da regata, montada na areia da praia, e fazendo as inscrições. A competição começa para valer a partir do dia 7, sempre com largada da primeira regata do dia prevista para as 13h. No dia 11 será disputada a medal race, ou regata da medalha, em que participam apenas os dez melhores colocados de cada classe, e, em seguida, será realizada a premiação.

“Este é o primeiro grande evento disputado efetivamente nas áreas onde teremos as regatas dos Jogos do Rio 2016. Ao todo serão cinco raias: três dentro da baía de Guanabara, uma  do lado de fora e mais uma na enseada de São Francisco, onde serão disputadas as medal races”, disse Ricardo Baggio, responsável da CBVela pela organização do evento.

E, apesar de não ser na mesma época dos Jogos, que serão disputados em agosto, a Copa Brasil de Vela já está atraindo muitos velejadores estrangeiros. Ao todo três países mandaram representantes para a competição: Inglaterra, Estados Unidos e Argentina. Alguns destes atletas já estão treinando desde o final de 2013, enquanto outros deverão chegar nos próximos dias.

“Os estrangeiros já estão aproveitando para conhecer a área de regatas da Olimpíada e um evento deste porte é uma ótima oportunidade, uma vez que o Rio de Janeiro não faz parte do circuito mundial tradicional de classes olímpicas”, completa Ricardo.

Apesar de ser a casa de alguns dos melhores velejadores do mundo, como Torben e Lars Grael, por exemplo, desde os anos 2000 a baía de Guanabara sediou apenas dois campeonatos mundiais de classes olímpicas, que foram o Mundial de Finn em 2004 e o Mundial de Star (que foi tirada do programa olímpico do Rio), em 2010.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: