Niterói tem um caso de sarampo confirmado. A informação foi divulgada nesta terça-feira (24) pela Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro. A mulher adulta contraiu a doença em outro Estado, durante uma viagem, segundo a Prefeitura de Niterói. Ela já apresenta um quadro de saúde estável, sem mais riscos de contágio, e já recebeu alta médica. Ao todo o Estado já tem 14 casos confirmados, sendo 11 na capital e dois em Duque de Caxias.

As amostras recolhidas da mulher foram analisadas pela Fiocruz, laboratório de referência do Ministério da Saúde, que confirmou a doença. Apesar da manifestação do sarampo, as pessoas que tiveram contato com ela não apresentaram sintomas e continuam sendo monitoradas pela Coordenação de Vigilância em Saúde de Niterói.
Vacina – As vacinas tríplice viral e tetra viral, que fazem parte do calendário de imunização do Ministério da Saúde, evitam o contágio pelo vírus do sarampo, assim como a caxumba e rubéola. Crianças de 1 ano e menores de 5 anos de idade devem tomar uma dose aos 12 meses (tríplice viral) e outra aos 15 meses (tetra).

Já quem tem de 5 a 29 anos e não foi vacinado deve tomar duas doses da tríplice, num intervalo de 30 dias. Adultos de 30 a 49 anos podem tomar uma dose da tríplice viral. Quem não lembra se foi vacinado deve procurar um posto de saúde para avaliar a necessidade de se proteger.

A vacina é contraindicada para grávidas, pessoas com alergia grave a componentes da vacina, menores de 6 meses de idade e imunocomprometidos.

Confira os postos de saúde de Niterói que oferecem a vacina contra o sarampo:

Policlínicas: Dr. Carlos Antônio da Silva – Rua Jansen de Mello s/nº, São Lourenço; Dr. Sérgio Arouca, Praça Vital Brazil s/nº – Santa Rosa; Dr. Guilherme Taylor March – Rua Desembargador Lima Castro, 238, Fonseca; Dr. Francisco da Cruz Nunes – Rua Ver. Armando Ferreira, 30, Largo da Batalha; Assistente Social Maria Aparecida da Costa – Est. Engenho do Mato s/nº, Itaipu; Dr. Renato Silva – Av. João Brasil, s/nº- Engenhoca, Rua Jornalista Sardo Filho, 196, Ilha da Conceição; Av. Carlos Ermelindo Marins s/nº, Jurujuba; Av. Colônia s/nº, Caramujo; Professor Barros Terra – Rua Alcebíades Pinto, s/nº, Cantagalo; e Dr. João da Silva Vizella, Rua Luiz Palmier, 726 – Barreto.

Unidades Básicas de Saúde (USB) do Centro, Morro do Estado, Santa Bárbara, Engenhoca, Baldeador e Piratininga.

Programa Médico de Família (PMF) e Clínica Comunitária da Família (CCF): Alarico, Atalaia, Bernardino, Cafubá I, Cafuba II, cafuba III, Cantagalo, Caramujo, Colônia, Engenho, Grota I, Grota II, Ititioca, Jonathas Botelho, Jurujuba, Leopoldina, Maceió, Maravista, Marítimos, Maruí, Matapaca, Nova Brasília, Palácio, Preventório I, Preventório II, Souza Soares, Viçoso, Vila Ipiranga, Viradouro, Vital Brasil e CCF Badu, Ilha da Conceição, Teixeira de Freitas e Várzea das Moças, Morro do Céu e Cavalão.

Posts Relacionados

Eike fica calado em depoimento e advogado diz que ele só fala em juízo

REDAÇÃO

Teste constata fraude em sete marcas de azeite de oliva

REDAÇÃO

Niterói estuda subsidiar veículos elétricos do corredor BHLS da Transoceânica

Esse site utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Assumimos que você esteja de acordo com isso, caso contrário você pode fazer opt-out if se desejar. Aceito Leia Mais