Com um a menos, Botafogo vence e segue vivo na disputa

Com um time recheado de reservas e com um a menos em campo desde os 35 minutos do primeiro tempo, o Botafogo superou o Bangu por 2 a 0 na tarde deste domingo (26). Jogando em Moça Bonita, o Alvinegro contou com gols de Joel e Sassá para conquistar sua segunda vitória na Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca.

O Botafogo chegou aos sete pontos em quatro jogos, e ocupa o terceiro lugar do grupo B, e ainda se mantém na luta para se classificar para às semifinais. Já o Bangu segue na lanterna do grupo C com apenas um ponto, e já não tem mais chances de avançar na competição.

Pela 5ª rodada da Taça Rio, Botafogo e Bangu entram em campo na próxima quinta-feira. O Alvinegro encara a Portuguesa no Los Larios, em Duque de Caxias, e o Bangu recebe o Macaé em Moça Bonita.

O Jogo – Bangu e Botafogo não fizeram um bom primeiro tempo em Moça Bonita. O Botafogo foi mais perigoso, mas o Bangu também ameaçou a meta adversária, e fez o goleiro Saulo trabalhar.

Logo aos 4 minutos, Matheus Pimente puxou o contra-ataque em velocidade pela esquerda e entregou para Guilherme. O lateral levantou no segundo pau e Loco Abreu cabeceou no canto, mas Saulo fez grande defesa e salvou o Bota.

O Botafogo tentou responder aos 11. Montillo saiu em velocidade e abriu para Pimpão na direita. O camisa 10 foi à linha de fundo e cruzou para Joel tentar de cabeça, mas a bola foi longe do gol de Márcio.

Mas aos 19, Joel teve a chance de se redimir. João Paulo tocou para Roger na intermediária, e o atacante arriscou de longe. O chute foi forte no canto e Márcio deu rebote. Joel estava lá dentro da área e mandou de primeira para o fundo da rede.

O confronto parecia se encaminhar para uma vitória fácil do Botafogo, mas em 3 minutos, entre 32 e 35 minutos, Rodrigo Pimpão cometeu duas faltas desnecessárias e levou dois cartões amarelos. Expulso de campo, o atacante deixou o Botafogo em desvantagem numérica.

No intervallo, Jair Ventura tirou Montillo e colocou Fernandes, dando sangue novo ao meio-campo Alvinegro. Mas ficou evidente a diminuição do ímpeto do Botafogo, e o Bangu cresceu em campo, mas tinha dificuldades em chegar perto da meta de Saulo, que estava em tarde muito segura.

Aos 21, Matheus Pimenta aproveitou uma sobra de bola na entrada da área, penetrou, mas Saulo saiu bem do gol para afastar o perigo.

No minuto seguinte, após cobrança de tiro de meta, Anderson recupera para o Bangu e toca para Marcos Vinicius na ponta. Saulo mais uma vez saiu bem do gol.

Aos 26, Loco Abreu teve sua chance de marcar num cruzamento, mas a cabeçeou mal e a bola foi por cima do travessão.

Aos 39, Sassá fez grande jogada pela ponta direita, entrou sozinho na área e tocou para trás. Fernandes, quase passando da bola, tenta a conclusão, mas isola a bola.

No minuto seguinte, Fernandes é derrubado na área por Márcio e o árbitro aponta para a marca do pênalti, Sassá cobrou e deu números finais ao duelo.

FICHA TÉCNICA

BANGU 0 X 2 BOTAFOGO

Local: Moça Bonita, Rio de Janeiro (RJ).
Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ).
Público e renda: Não divulgados.
Cartões amarelos: Daniel Damião (Bangu), Guilherme (Bangu), Thiaguinho (Bangu), Márcio (Bangu), Victor Luis (Botafogo), Fernandes (Botafogo), Roger (Botafogo).
Cartão vermelho: Rodrigo Pimpão.
Gols: Joel (19′ do primeiro tempo) e Sassá (41 do segundo tempo).

BOTAFOGO : Saulo; Marcinho, Igor Rabelo, Renan Fonseca e Victor Luís; Rodrigo Lindoso, João Paulo, Montillo (Fernandes); Joel (Guilherme), Rodrigo Pimpão e Roger (Sassá). Técnico: Jair Ventura.

BANGU: Márcio, Daniel Damião (Bruno Luiz), João Guilherme, Anderson Penna e Guilherme; Rafael Henriques, Bruno Bêra (Marcos Vinicius) e Thiaguinho; Raphael Augusto; Matheus Pimenta (Leandro Chaves) e Loco Abreu. Técnico: Roberto Fernandes




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: