Com arbitragem polêmica, Flamengo e Avaí empatam

O Flamengo visitou o Avaí na tarde deste domingo (11) na Ressacada, pela sexta rodada do Brasileirão, e mais uma vez não conseguiu produzir um bom futebol. No final o placar apontou o empate por 1 a 1, com gols de Rômulo para a equipe da casa, e Leandro Damião para os visitantes.

Este é o quarto jogo seguido sem vitória do Flamengo, com três empates e uma derrota na série. Com apenas uma vitória no Campeonato, o Rubro-Negro carioca já flerta com a zona do rebaixamento com apenas sete pontos. Já o Avaí está entre os quatro últimos da tabela com cinco pontos.

O próximo compromisso do Flamengo será diante da Ponte Preta, na inauguração do seu estádio da Ilha do Governador, batizado de Ilha do Urubu, na quarta-feira. No mesmo dia, Avaí faz um duelo de desesperados em Goiânia, contra o Atlético.

O Jogo – Avaí e Flamengo não mostraram um bom futebol nos primeiros 45 minutos na Ressacada. Apesar da correria inicial, o confronto acabou ficando muito truncado entre as duas intermediárias e poucas jogadas ofensivas terminaram com uma finalização a gol.

O time carioca teve amplo domínio da posse de bola, especialmente até os 30 minutos, mas esbarrava na marcação adversária e pouco ameaçou a meta de Kozlinski. Mesmo com Vinícius Jr em campo desde o início, o ataque Rubro-Negro não ganhou em agressividade como o técnico Zé Ricardo desejava. Já no meio, a equipe carioca tinha William Arão e Márcio Araújo mais uma vez muito mal.

Aos 23, Diego se esforçou e evitou que a bola saísse pela lateral com um carrinho, e já lançou Éverton, que avançou e cruzou rasteiro. A zaga do Avaí conseguiu se antecipar e afastou a bola antes que ela chegasse a Leandro Damião. Aos 41, novamente Everton, mas dessa vez pela esquerda, faz boa jogada e cruza. Leandro Damião cabeceou, mas para fora.

A melhor oportunidade do Avaí aconteceu aos 42. Cruzamento no segundo pau para Rômulo, mas Juan se esticou e cortou. Zé Ricardo não esperou e mexeu na equipe no intervalo. William Arão deu lugar ao argentino Mancuello.

A mudança deu nova movimentação ao Rubro-Negro, que cresceu na partida. Mal a bola rolou, Everton lançou Vinícius Jr. na direita, a joia esperou a bola quicar e, já dentro da área, mandou de primeira. A bola foi desviada e saiu rente ao poste em escanteio. Na cobrança, Mancuello cobrou e a bola resvalou na cabeça de um zagueiro e quase entrou do outro lado.

O Flamengo pressionava e o Avaí ficava recuado em seu campo, mas quando os cariocas eram melhores na partida, sofreram um gol no contra-ataque. Rômulo foi lançado, Juan saiu para fazer a linha de impedimento mas Réver ficou. O atacante entrou sozinho na área e tocou no canto de Thiago. Em desvantagem, o Rubro-Negro partiu para cima do Avaí e empatou pouco depois. Diego cobrou falta da intermediária e levantou do lado esquerdo da área. Juan cabeceou para o meio e Damião fez um golaço de bicicleta.

O Flamengo continuou em cima e aos 18 Mancuello fez jogada individual, penetrou na área pela esquerda e soltou a bomba, mas Kozlinski espalmou para escanteio. O Avaí se fecha mais e o jogo volta a ficar truncado, mas aos 34, em novo contra-ataque, Diego Tavares é lançado e entra na área com Everton na sua cola. Os dois caem e o árbitro marca pênalti duvidoso.

Após muita reclamação dos jogadores do Flamengo, o juiz consultou o assistente na linha de fundo e o bandeirinha e voltou atrás na marcação, para revolta dos jogadores e do banco de reservas do time catarinense. Na confusão, o meia Marquinhos, que já havia sido substituído, recebeu o cartão vermelho. Nos dez minutos finais, o Flamengo tentou e o Avaí se defendeu. Num último lance, aos 47, Renê chutou com força da entrada da área e a bola passou rente à trave.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: