Brasil vence o Peru e segue invicto

São apenas 19 anos de idade, mas a calma e o jeito de jogar lembra um veterano. Em dois lances capitais, Gabriel Jesus mostrou porque é o camisa 9 absoluto da Seleção sob o comando de Tite. Com um gol e passe para o de Renato Augusto, o jovem do Palmeiras decidiu e garantiu a vitória do Brasil por 2 a 0 sobre o Peru, nesta quarta-feira, em Lima. Foi a sexta vitória seguida da equipe nas Eliminatórias.

Com 27 pontos, o Brasil segue líder absoluto e está cada vez mais próximo da classificação para a Copa da Rússia. A Seleção agora só volta a campo em 2017 e vai enfrentar o vice-líder Uruguai, no dia 23 de março, fora de casa. Já o Peru se vê distante da zona de qualificação e fica em 8º com 14 pontos.

O JOGO

Embalado pela goleada fora de casa contra o Paraguai, o Peru começou querendo sufocar e pressionar o Brasil. Assim como no jogo com a Argentina, a Seleção soube começar com as costas contra a parede e tentou segurar o ímpeto dos peruanos. Mas não foi suficiente para evitar sustos. Após boa tabela com Cueva, Carrillo invadiu a área pela esquerda com espaço e cara a cara com Alisson bateu tirando do goleiro brasileiro. Porém, a bola tocou caprichosamente na trave e saiu.

A resposta veio de imediato. Neymar puxou contra-ataque pela esquerda, fez um salseiro para cima de Corzo e achou Paulinho com belo toque para entrada da área. O volante chegou batendo e Gallese caiu para fazer boa defesa.

Depois da pressão inicial, o Brasil passou a administrar a posse de bola e diminuiu o ritmo da partida. Com tranquilidade, a Seleção passou a dominar as ações, mas esbarrava nos passes errados ou na forte marcação peruana. Aos 35, Fernandinho quase abriu o placar, mas cabeceou por cima após escanteio cobrado por Neymar. Buscando o contra-ataque, os peruanos tentaram levar perigo ao time brasileiro, mas também abusou dos passes errados, matando boas ações. E foi só em um primeiro tempo morno em Lima.

Controlado e sereno na partida, o Brasil voltou para o segundo tempo dominando e ditando o ritmo do jogo. Tranquila, a Seleção trocava passes esperando o melhor momento para agredir. E ele veio aos 12. Em toques rápidos, Renato Augusto foi lançado na direita e achou Coutinho pelo meio. O camisa 11 invadiu a área e foi travado na hora do chute. Porém, seguiu lutando pela posse da bola e ela sobrou para Gabriel Jesus, bem colocado, só bater com categoria para estufar as redes.

O gol desestabilizou a seleção peruana, que vinha com organização e se perdeu na partida. Com espaço no meio-campo, o Brasil tocava a bola como queria, mas pecava na hora do último passe. Aos 26, os peruanos ainda chegaram a levar perigo após Alisson afastar a bola mal e bater na cabeça do zagueiro Ramos, mas ela acabou por passar raspando a trave. Na resposta, Neymar carimbou o travessão após ótima jogada de contra-ataque.

Protagonista na partida, Gabriel Jesus voltaria a ser decisivo aos 32. O camisa 9 foi lançado livre pela esquerda, invadiu a área e teve tranquilidade para achar Renato Augusto na direita. O meia teve calma para ajeitar o corpo e bater colocado no canto sem chances para Gallese. Em dois lances, o jovem atacante do Palmeiras decidiu e selou a sexta vitória seguida da Seleção sob o comando de Tite.

FICHA TÉCNICA

PERU x BRASIL

Estádio: Nacional de Lima
Árbitro: Wilmar Roldán
Gols: Gabriel Jesus (Brasil, aos 12′ do 2ºT), Renato Augusto (Brasil, aos 33′ do 2ºT)
Cartões Amarelos: Renato Augusto (Brasil) e Nilson Loyola, Cueva (Peru)
Cartões Vermelhos:

PERU: Gallese; Corzo (Advíncula), Christian Ramos, Alberto Rodríguez e Nilson Loyola; Pedro Aquino, Yotún, Carrillo (Ruidiaz), Cueva e Andy Polo (Sanchéz); Paolo Guerrero; Técnico: Ricardo Gareca

BRASIL: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Fernandinho, Paulinho e Renato Augusto; Philippe Coutinho (Douglas Costa), Neymar e Gabriel Jesus (Willian); Técnico: Tite




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: