Brasil ficou no 2 a 2 com o Uruguai

No primeiro duelo do Brasil pelas Eliminatórias de 2016: tudo igual. Em confronto com o Uruguai, a equipe verde e amarela abriu vantagem, mas acabou cedendo o empate para o Uruguai, no Recife. A partida acabou empatada em 2 a 2 em confronto realizado nesta sexta-feira.

O Brasil volta aos gramados na próxima terça. O adversário será o Paraguai em Assunção, às 21h45, nos  Defensores Del Chaco. Já o Uruguai joga no mesmo dia contra o Peru, no Centenário, às 20 horas.

O JOGO

O duelo no Recife começou o melhor possível para o Brasil. Com apenas um minuto, a Seleção abriu o placar, Willian recebu na direita, passou pelo marcador e cruzou, Douglas Costa apareceu e colocou a bola no fundo das redes da equipe uruguaia.

Em vantagem no placar, o Brasil quase ampliou. Após cruzamento de Daniel Alves, Neymar passou pela zaga e chutou na rede pelo lado de fora. O Uruguai respondeu com Suárez, que ficou na cara do gol, mas finalizou para a fora.

O Brasil dominava a partida e chegou ao segundo gol aos 25 minutos. Neymar lançou, a zaga uruguaia tentou o corte, mas Renato Augusto recebeu, fintou o goleiro Muslera, e tocou para o fundo das redes, ampliando o resultado para o Brasil

Em vantagem no placar, o Brasil recuou. E logo depois, o Uruguai diminuiu e a vantagem. Álvaro Pereira fez bela jogada e levantou a bola para a área, Sánchez tocou para trás e Cavani colocou a bola para o fundo das redes.

O segundo tempo não começou do modo que a seleção brasileira esperava. Após descuído da zaga, Suárez foi lançado e bateu, Alissou não consiguiu defender e a bola entrou no fundo das redes.

Com o empate do Uruguai, a seleção brasileira passou a buscar mais o ataque. Porém, o Brasil não conseguia criar chances de maneira ordenada. O Uruguai teve outras oportunidades, mas também não conseguiu modificar o placar e o duelo terminou empatado.
FICHA TÉCNICA
BRASIL 2 X 2 URUGUAI

Estádio: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE)
Árbitragem: Néstor Pitana (Argentina)
Auxiliares: Juan Pablo Belatti e Ezequiel Brailovsky (Argentina)
Cartões Amarelos: Neymar, Daniel Alves e David Luiz (Brasil); Suárez (Uruguai)
Cartões Vermelhos: Não houve
Gols: Douglas Costa e Renato Augusto (Brasil); Cavani e Suárez (Uruguai)

Brasil: Alisson; Daniel Alves, Miranda, David Luiz e Filipe Luis; Luiz Gustavo e Fernandinho (Philippe Coutinho); Willian (Lucas Lima), Renato Augusto e Douglas Costa (Ricardo Oliveira); Neymar. Técnico: Dunga.

Uruguai: Muslera; Fucile, Coates, Victorino e Álvaro Pereira; Arévalo Ríos, Sánchez (Stuani), Vecino e Cristian Rodríguez (González); Suárez e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: