Botafogo vence o Inter e segue na briga pelo G-6

O Botafogo pode matematicamente afirmar que o Z-4 é passado. Nesta quarta-feira, o Alvinegro não teve das melhores atuações mas com um gol de pênalti de Sassá bateu o Internacional por 1 a 0, na Arena da Ilha, pela 30ª rodada do Brasileirão.

Com 47 pontos e a 5ª posição na tabela, o Botafogo agora pode mudar o discurso e pensar na briga por uma vaga na próxima Libertadores. Com a terceira vitória seguida no Brasileirão, o Alvinegro terá no próximo domingo o Atlético-MG pela frente, às 17h, na Arena Botafogo.

Já o Internacional segue na sua briga contra o rebaixamento e continua no Z-4 na 17ª colocação com 33 pontos. Também no domingo, o Colorado recebe o Flamengo, no Beira-Rio, às 17h.

O JOGO

Apesar da boa posição na tabela e a proximidade com a zona de classificação para a Libertadores, o discurso no Botafogo é ainda de matematicamente afastar de vez o rebaixamento. E essa possibilidade poderia acontecer nesta quarta-feira, em casa, contra o Internacional, que também tenta fugir do Z-4. Ambas as equipes buscavam a terceira vitória seguida no Brasileirão.

Com a torcida a favor e um bom retrospecto na Arena, o Botafogo esperava que o fator casa fizesse a diferença para mais um triunfo. Mas o que se viu no gramado do Luso-Brasileiro foi um jogo truncado e com baixo nível técnico dos dois lados. Ambos os times encontravam dificuldades em achar o ritmo no meio-campo e abusavam nos erros de passe. A primeira chance na partida veio somente aos 30, em chute de longe de Dudu Cearense defendido por Danilo Fernandes.

Aos 37, Neilto também teve a chance de marcar, mas finalizou para fora cara a cara com o goleiro gaúcho. Na sequência, o Inter respondeu com a primeira oportunidade de finalizar, com Vitinho, mas passando à esquerda do goleiro Sidão. Vitinho que por sinal reencontrava o Alvinegro, onde foi revelado para o futebol, pela primeira vez. E ficou por isso mesmo em um fraco primeiro tempo na Ilha.

Diferentemente do primeiro tempo, a segunda etapa foi bem mais agitada e com chances ofensivas de lado a lado. Pelo Inter, Vitinho era a referência e incomodava a zaga do Botafogo. Na melhor das suas chances na partida, o camisa 11 colorado arrancou do seu próprio campo, driblou Airton, depois Camilo e já dentro da área, bateu para ótima defesa de Sidão.

A resposta Alvinegra não demorou. Aos 26, Neilton fez linda jogada pela direita e cruzou para área. Sassá se abaxiou e deixou a bola passar ajeitada para Rodrigo Pimpão encher o pé para o gol, mas Danilo Fernandes mostrou reflexo e impediu o gol do Botafogo. Com os dois times mais ofensivos após as mudanças no segundo tempo, a partida enriqueceu em lances ofensivos e chances para ambos os lados.

Já no fim, veio a chance do Botafogo de abrir o placar. Aos 38, Sassá foi lançado na área e na disputa com Eduardo, acabou sendo empurrado pelo zagueiro do Inter. Pênalti marcado pelo árbitro Marielson Alves Silva. Na cobrança, o próprio atacante pegou a bola e bateu com categoria para marcar o seu 11º na competição e se igualar na artilharia ao lado de Gabriel Jesus e Robinho. Festa na Arena da Ilha.

BOTAFOGO 1×0 INTERNACIONAL

Estádio: Arena Botafogo
Público e Renda: 9.807 pagantes/ 10.176 presentes/ R$ 196.750,00
Árbitro: Marielson Alves Silva
Gol: Sassá (Botafogo, aos 39′ do 2ºT)
Cartões Amarelos: Vinícius Tanque, Joel Carli, Airton (Botafogo) e Paulão (Internacional)
Cartões Vermelhos: – 

BOTAFOGO: Sidão; Alemão, Joel Carli, Emerson e Victor Luís; Airton, Rodrigo Lindoso, Dudu Cearense (Rodrigo Pimpão) e Camilo; Neilton (Gervásio Núñez) e Vinícius Tanque (Sassá); Técnico: Jair Ventura

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; William, Paulão, Eduardo e Ceará (Geferson); Anselmo, Rodrigo Dourado, Valdívia (Eduardo Sasha), Alex (Seijas) e Gustavo Ferrareis; Vitinho; Técnico: Celso Roth




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: