Botafogo vence e se classifica para a decisão do Carioca

O Fluminense poderia se classificar para a final do Campeonato Carioca até com um empate, mas foi eliminado pelo Botafogo, neste domingo. O time alvinegro venceu com gol de Ribamar no 2º tempo e vai fazer a decisão contra o Vasco.

Parece que o título da Primeira Liga fez mal para o Fluminense, que parecia de “ressaca” e foi dominado desde o 1º tempo.

O Botafogo foi superior e poderia ter decidido o clássico logo no primeiro tempo, mas pecou na pontaria. Porém, o Fogão tem Ribamar. O retrospecto contra o rival impressiona. A vaga na final é um prêmio ao trabalho de Ricardo Gomes. O Glorioso passou no teste de fogo e agora desafia o Vasco.

Embalado pelo título da Primeira Liga e com a vantagem do empate, o Fluminense decepcionou. O Tricolor buscou o jogo, mas errou passes em demasia e foi dominado. Como a segunda fase da Copa do Brasil ainda não tem data definida, o próximo compromisso marcado do Flu é pelo Brasileiro, no dia 14, contra o América-MG, no Independência.

Antes de começar a decidir o título carioca ontra o Vasco, no próximo domingo, o Botafogo volta a campo pela Copa do Brasil. Na quinta-feira, às 21h45, recebe o Coruripe, no Los Larios. O Fogão venceu o jogo de ida por 1 a 0 e tem a vantagem do empate.

O jogo

O Fluminense ficou no lucro no primeiro tempo. Já o Botafogo perdeu a oportunidade de encaminhar a classificação. O Fogão teve logo três chances de marcar nos primeiros dez minutos. Salgueiro foi lançado nas costas da zaga e chutou, mas Diego Cavalieri espalmou. A defesa tricolor sofria. Foi a vez de Ribamar achar espaço e ficar cara a cara com Cavalieri. O goleiro salvou de novo. No rebote, Gum chegou antes de Salgueiro. A terceira oportunidade foi com Gegê. O chute do meia explodiu na trave.

O Fluminense não se achava em campo e errava passes em demasia. O Botafogo precisou fazer a primeira mudança aos 26 minutos. Emerson, que voltou a atuar após quatro jogos, sentiu a coxa direita de novo e deu lugar a Renan Fonseca. O Flu finalmente criou. Osvaldo ganhou pela esquerda e rolou para Gerson. O chute do meia, porém, foi torto, para fora.

Quem também errou o alvo foi Renan Fonseca. Após cobrança de escanteio, ele dominou a bola na altura da marca do pênalti, mas emendou para fora. Superior no primeiro tempo, o Botafogo pecou na finalização. A torcida tricolou ficou satisfeita com o fim da etapa inicial.

O Fluminense voltou para o segundo tempo com Douglas no lugar de Gerson. Levir Culpi adiantou Cícero no meio-campo. O Tricolor ainda sofria. Em um raro momento em que conseguiu trocar passes, Fred recebeu na entrada da área, mas chutou para fora, sem perigo. O Botafogo continua superior e buscava dar o bote. Conseguiu. Em cobrança de escanteio, Ribamar ganhou pelo alto e fez 1 a 0. Foi o terceiro gol de Ribamar com a camisa do Botafogo. O terceiro sobre o Fluminense. Que estrela!

O Tricolor se viu obrigado a se lançar ao ataque. Em descida pela esquerda, Osvaldo superou a marcação e cruzou para Cícero. Ele não conseguiu chutar como gostaria e viu Fred ser abafado por Jefferson, na melhor chance do Flu. Levir colocou o time para o ataque. Magno Alves entrou no lugar de Pierre. Marcos Junior, herói do título da Primeira Liga, substituiu Osvaldo.

O contra-ataque era alvinegro. Em um deles, Salgueiro ficou cara a cara com Diego Cavalieri, mas chutou em cima do goleiro. O Fluminense partiu para cima e tentou pressionar o rival. Carli fez falta pela esquerda e recebeu o segundo amarelo, sendo expulso. O Tricolor partiu para o abafa, mas não obteve sucesso. O Botafogo está classificado para a final do Carioca.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 0X1 BOTAFOGO

Estádio: Raulino de Oliveira
Público: 3.562 pagantes / 5.182 presentes
Árbitro: Rodrigo Carvalhães de Miranda
Gol: Ribamar (Botafogo, aos 18′ do 2ºT)
Cartão amarelo: Jonathan, Gum, Pierre e Marcos Junior (Fluminense) e Salgueiro, Gegê e Bruno Silva (Botafogo)
Cartão vermelho: Carli (Botafogo)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Jonathan, Gum, Henrique e Wellington Silva; Pierre (Magno Alves, aos 27′ do 2ºT), Cícero e Gerson (Douglas, no intervalo); Gustavo Scarpa, Osvaldo (Marcos Junior, aos 27′ do 2ºT) e Fred; Técnico: Levir Culpi.

BOTAFOGO: Jefferson; Luis Ricardo, Joel Carli, Emerson (Renan Fonseca, aos 26′ do 1ºT) e Diogo Barbosa; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Gegê e Leandrinho (Fernandes, aos 29′ do 2ºT); Salgueiro e Ribamar (Diego, aos 40′ do 2ºT); Técnico: Ricardo Gomes.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: