Botafogo vacila e é derrotado pelo Ceará

Ricardo Gomes advertiu antes do jogo que o Botafogo deveria evitar a autoconfiança que a goleada de 4 a 0 sobre o Bragantino poderia proporcionar. Mas o time não deve ter ouvido as palavras do técnico. Pois fez uma partida ruim, sem qualquer inspiração, e acabou sendo derrotado por 1 a 0 pelo Ceará, que continua no Z-4, mas que venceu – com um pênalti inexistente – porque foi sobretudo aplicado em todos os sentidos. Menos mal que o Glorioso manteve a liderança do Brasileiro da Série B, com 59 pontos, três de vantagem sobre o Vitória-BA.

O Botafogo entrou em ritmo lento, deixando a impressão que poderia controlar o jogo com alguma facilidade, dada a situação do adversário, 16 derrotas e 18º lugar na tabela. E acabou permitindo que o Vozão fizesse um primeiro tempo mais convincente, marcando com eficiência, saindo com velocidade, criando oportunidades, a melhor numa cabeçada de Rafael Costa, próxima da trave esquerda. Assim, a torcida ensaiou uma vaia. E Tiago Carleto pediu paciência.

No intervalo, o Botafogo trocou Octávio por Daniel Carvalho, para dar maior organização ao meio-campo, e voltou mais ligado, tentando pressionar o Ceará, que manteve a estratégia de jogar com cautela para surpreender nos contra-ataques. Num deles, aos 11 minutos, Alex Amado invadiu a área, tocou rasteiro na saída de Jéferson, e o árbitro equivocadamente assinalou pênalti do goleiro, que Rafael Costa cobrou para abrir o placar.




Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: